Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias / Música

Estela Ceregatti e Jhon Stuart revivem Jobim em show "Tom em Tons" na Casa do Parque

Da Redação - Marianna Marimon

12 Fev 2014 - 09:21

Foto: Reprodução

Estela Ceregatti e Jhon Stuart revivem Jobim em show
Sua voz é inconfundível. É o maestro brasileiro. Um músico completo, compôs, cantou, chorou, viveu. Pianista, arranjador e violinista. Sua música é de encher os ouvidos, os olhos, a alma. Afinal, Tom é Tom. É Tom Jobim. O maior expoente da música brasileira. Para tentar desvendar um pouco do que foi este grande poeta e músico, que uma nova roupagem a sua obra será dada pelos talentosos de Cuiabá, Estela Ceregatti e Jhon Stuart do Grupo Monofoliar, neste sábado (15), na Casa do Parque às 21h.

Leia também: Estreia do 1º videoclipe do grupo Monofoliar; Mundo Som já está na rede

“Tom Jobim é um homem atemporal. Sua música iluminou décadas e ainda hoje permeia nossos dias e nos fascina! É por isso que resolvemos adentrar sua obra e montamos o show ‘Tom em Tons’ – o qual apresentaremos à vocês com muita emoção”, conta Estela e Jhon ao convidar o público para o evento.

Tom em Tons retrata o universo musical de Tom Jobim e suas grandes obras musicais em uma nova roupagem criada por Estela e Jhon. E a composição do show abrange canções consagradas como “Insensatez”, “Triste”, “Wave”, “Desafinado”, bem como outras menos conhecidas como “Canção do amor demais”, “Derradeira Primavera” e “Chora coração”.



O cantor foi o homem da praia, boêmio, brasileiro, apaixonado. Suas letras expressam uma dor profunda aliada a uma melancolia sensível de saber que se é o momento breve de uma canção. E Tom foi em todas as suas canções e continua sendo até hoje, quando é interpretado por outros cantores, encarnado e descarnado para encher novos corações.

Estela Ceregatti e Jhon Stuart são do Grupo Monofoliar, e trabalham com a world music, que reflete a constante pesquisa e estudo de várias culturas. É uma mistura de sons que retrata bastante o Brasil nas letras e ritmos – assim como alguns instrumentos peculiares da cultura brasileira -, mas que é combinado com outras sonoridades e particularidades do mundo inteiro e do universo interior dos músicos.



“Nos encontros musicais, percebíamos muitas confluências entre o que ambos concebíamos como arte, tanto musical e espiritual quanto visualmente”, resume Ceregatti. “E muitas minúcias comuns foram percebidas a partir do início das composições e ensaios”, completa Jhon. Entre elas, as influências de Hermeto Pascoal, da música de concerto, da música étnica, entre outras, pra ficar só nas mais evidentes.

Serviço
Data: 15/02 (Sábado)
Local: A Casa do Parque - Reservas-33654789 / 81168083
Horário: 21h
Entrada: R$ 20,00

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet