Olhar Conceito

Sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias / Artes visuais

O Eterno Feminino

Intercâmbio cultural: Trabalho de fotógrafos paraenses será exposto na Casa do Parque

Da Redação - Stéfanie Medeiros

15 Set 2014 - 17:05

Foto: Reprodução/ Da Assessoria

Intercâmbio cultural: Trabalho de fotógrafos paraenses será exposto na Casa do Parque
Uma das questões latentes do século XXI é como a mulher é percebida, qual o seu papel na sociedade e como a própria mulher se coloca frente ao mundo. Com esta temática, 16 profissionais paraenses (oito mulheres e oito homens) reuniram seus trabalhos e montaram a exposição fotográfica “O Eterno Feminino”. A mostra em questão, que já percorreu vários pontos culturais do Pará e agora, pela primeira vez, se apresenta em outro estado, será aberta na Casa do Parque nesta quinta-feira (18), às 19h.

Leia mais: Cuiabana cria roteiro de ficção científica e impressiona professores da UFMT

De acordo com a assessoria, o projeto surgiu no final de 2013 com o objetivo inicial de unir o trabalho de oito fotógrafas mostrando suas próprias visões sob a figura feminina. Então, oito nomes masculinos foram convidados para participar da exposição, pensando na perspectiva do olhar masculino sobre o universo feminino.

“Quando comecei a executar o projeto pensei ‘Por que não mostrar também o olhar masculino?”, comenta a idealizadora do projeto, Fatinha Silva, observando que a ideia ainda tem como objetivo instigar o público a refletir sobre o universo feminino neste século. “Trata-se de uma homenagem às mulheres do novo século”, acrescenta, observando que o trabalho conta com fotografias em diversos formatos, em cores e em preto e branco.

Fatinha também é responsável pela coordenação e produção executiva da exposição e que tem como produtora cultural Magna Domingos. Eterno Feminino ainda conta com três curadores convidados: Elza Lima, Alberto Bitar e Bob Menezes.

Segundo Elza Lima, a exposição O Eterno Feminino é importante para Mato Grosso, no sentido de estabelecer o intercâmbio cultural com outras regiões do país e principalmente com o Pará, que é uma das referencias da produção da fotografia atual.

“Realizar essa exposição em Cuiabá, trazendo 16 olhares, de um dos principais polos da produção das artes visuais atual, é relevante no sentindo de promover a circulação da arte brasileira, também estabelecer conexões e mostrar ao público os vieses da produção artística, as possibilidades estéticas e reflexões”, completa Magna Domingos.

Flávia Salem, idealizadora da Casa do Parque, fala da energia positiva em torno deste novo evento. "A sincronicidade com esta exposição foi tamanha que durante a organização tive outra agenda de trabalho que me levou até Belém. Como não poderia ser diferente, me apaixonei por esta cidade que transpira cultura e exporta artistas para intercâmbios como este que estamos fazendo com a fotografia. Que nosso elo com seja perene... Temos muito o que aprender com a indústria criativa paraense”, enaltece.

Fotógrafos participantes

Anita Lima, Irene Almeida, Joyce Nabiça, Fátima Soares, Liane Nahás, Fatinha Silva, Luciana Magno, Tilia Koudela, Alberto Bitar, Bob Menezes, Geraldo Ramos, Carlos Guedes, Daniel Cruz, Ionaldo Rodrigues, Eduardo Kalif e Pedro Cunha.

Serviço

Exposição O Eterno Feminino
Data da abertura: Quinta-feira (18)
Horário: 19h
Local: A Casa do Parque
Endereço: A Casa do Parque está localizada na Rua Marechal Severiano de Queiroz, nº 455, próximo à entrada dos fundos do Parque Mãe Bonifácia. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet