Olhar Conceito

Sábado, 21 de maio de 2022

Notícias | Literatura

neste ano

Coletânea de crônicas sobre a pluralidade brasileira e sobre poesia é 9° livro lançado por edital 2016

Foto: Reprodução / Ilustração

Coletânea de crônicas sobre a pluralidade brasileira e sobre poesia é 9° livro lançado por edital 2016
“Encantados da Terra Brasilis”, mais um livro contemplado pelo edital de incentivo à cultura da Prefeitura de Cuiabá, Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer e Fundo Municipal de Cultura, será lançado ainda este ano pela editora Carlini & Caniato. Escrito por Anna Maria Ribeiro Costa e Rosemar Coenga, a obra é uma coletânea de crônicas já publicadas no jornal Circuito Mato Grosso.

Leia mais:

Oito autores de Mato Grosso realizam lançamento coletivo no Sesc Arsenal

De acordo com a assessoria, Anna Maria escrevia para mostrar a pluralidade brasileira, enquanto Rosemar sempre focou nos aspectos da literatura, principalmente poesia, esmiuçando a obra de grandes autores nacionais e internacionais.
“Meus textos dão ênfase nas populações indígenas que atualmente habitam Mato Grosso, com a função de contribuir para diminuir o preconceito que envolve a pessoa do índio. Cada crônica vem envolta em ensinamentos apreendidos durante o tempo que vivi entre as etnias Nambiquara e Potiguara e dos estudos desenvolvidos no âmbito da Fundação Nacional do Índio, como pesquisadora”, explicou Anna.

A obra foi lida e analisada por Aloir Pacini, professor doutor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que comentou: “Trata-se de um material valioso, uma leitura agradável para quem deseja fazer uma viagem pela originalidade de temáticas trabalhadas com grande sensibilidade. A beleza do trabalho tem a ver com a pessoa que está por trás das intuições semanais que vêm atraindo um público que encontra uma reflexão pertinente e salutar”.

Já para a doutoranda da Universidade de Brasília (UnB) Rosana Campos, admirou a densidão dos textos: “Nos textos aqui selecionados, há uma maneira toda própria de nos trazer aquilo que é do interesse dos autores. Cada qual, na sua vertente ora mais ‘Encantada’ ora mais ‘Terra Brasilis’, acomoda de forma bastante consciente o encontro que teve com um livro ou com a cultura dos povos indígenas. Claro que é preciso considerar também que ambos, mesmo nas diferenças presentes nos caminhos de escrita, são igualmente densos nas apreciações que fazem”.

Além de “Terra Brasilis”, outros oito livros foram contemplados pelo edital, que investiu R$144 mil em projetos de literatura. Foram eles: “Acordes para uma menina cantar”, de Marilza Ribeiro; “Bicho-grilo”, escrito por Cristina Campos e ilustrado por Ruth Albernaaz; “Obscuro-shi: Contos e Desencontros em Qualquer Cidade”, de Wuldson Marcelo; “Me Literatura”, de Rafaella Elika Borges; “Na eternidade sempre é domingo”, de Santiago Santos; “Duplo Sentido”, de Luiz Renato e Carlos Barros; “O circo do Bagre Zé pelo Pantanal”, de Iraci Romagnolli Dias (in memoriam); e “Nota de cinco”, de Luck P. Mamute. Um novo edital deve ser aberto em 2017.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet