Olhar Jurídico

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Artigos

Quero fazer pela advocacia de Mato Grosso

Autor: Leonardo Campos

15 Out 2015 - 10:50

Dia 28 de outubro – isto é, daqui a aproximadamente 12 dias – inicia-se a campanha eleitoral para a nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OABMT). Esta é a data limite para o registro de chapas e o início da campanha de 2015.

Não é segredo que, ao lado de colegas advogadas e advogados de todo o estado, preparo-me para esta empreitada. O grupo do qual faço parte tem buscado, em todos os municípios, ideias e anseios para que possamos construir um plano de atuação com a cara e as necessidades dos profissionais de Mato Grosso.

Mas antes que este plano esteja concluído e, por consequência do pleito que se avizinha, peço licença para me apresentar em âmbito pessoal e profissional. Nasci Leonardo Pio da Silva Campos, há 36 anos, em Cuiabá – mas sou poconeano de coração. Sou casado com a advogada Luciana Póvoas Lemos e pai do Luiz André.

Especialista em Direito Empresarial e em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, já fui presidente da Comissão de Meio Ambiente da OABMT (2004 e 2009), membro do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) e vice-presidente da Associação dos Advogados Agroambientalistas de Mato Grosso.

Coordenei as Comissões Temáticas da OABMT e ocupei a secretaria geral da Comissão Nacional de Meio Ambiente do Conselho Federal da OAB. Em 2009 fui eleito presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAAMT) e reeleito em 2012. – cargo do qual me licenciei recentemente, mas que tenho profundo orgulho de ter ocupado.

Pois, há 15 anos atuo na advocacia e há 15 anos trabalho na militância das causas da nossa categoria, e é gratificante quando se pode realmente usar o verbo fazer; e à frente da CAAMT, fiz.

O resultado das ações que desenvolvemos na Caixa atingiu diretamente os profissionais da advocacia. E é o que me motiva a continuar trilhando o caminho da militância; do fazer.
Na CAAMT, em 2011, criamos o Auxílio Maternidade, que atende advogadas não só em Mato Grosso. As profissionais que tem inscrição aqui e que, por algum motivo, residem fora são beneficiárias. De 2011 até 2015, mais de 600 benefícios foram concedidos.

Para se ter ideia, entre 2013 e 2015, a CAA-MT devolveu mais de R$ 233 mil a 330 mulheres, isto porque, o Auxílio Maternidade consiste em restituir integralmente o valor da anuidade da OAB.

Em 2013, inovamos ao levar para os escritórios de advocacia nossas campanhas de vacina. Foram mais de 2.700 doses aplicadas em 12 municípios. Para que os serviços da Caixa chegassem aos municípios, criamos a “Caravana” que visitou, em 2013, 41 cidades e em 2014 mais 28 municípios, totalizando 69 municípios do interior.

Lançando mão do verbo fazer – fizemos: o Estacionamento dos Advogados; a automatização da cancela do Estacionamento dos Advogados; a aquisição de duas VANS; a reforma da Sede CAAMT; a aquisição de computadores e projetores para Subseções; a reforma da fachada da Sede CAAMT, por exemplo.

Aumentamos o número de convênios de 700 em 2013 para 1.063 3m 2015, gerando benefícios financeiros que, se forem utilizados, podem praticamente devolver ao bolso da classe mais do que a anuidade paga.

A evolução dos inscritos na Corrida dos Advogados tem sido significativa. Saímos de 300 participantes em 2013 para 850 em 2015. Os meses do Advogado e da Mulher sempre foram amplamente priorizados com campanhas recreativas e de atenção à saúde. Somente para mulheres foram mais de 1.500 atendimentos.

Dentre tantas ações, nossa preocupação sempre era de disponibilizar serviços e fazer com que eles chegassem aos advogados e advogadas. Agora, é chegada a hora de ampliar os serviços e aprimorar a qualidade deles em toda a Ordem. Quero contribuir.

Para isso acredito que é preciso preparo, conhecimento e, principalmente, vontade de fazer.


Leonardo Campos é pré-candidato à presidência da OAB-T e presidente licenciado da CAA-MT
Sitevip Internet