Olhar Jurídico

Terça-feira, 17 de setembro de 2019

Notícias / Criminal

Mensalão: OAB acredita na punição dos reais envolvidos

Da Redação - Julia Munhoz

07 Ago 2012 - 09:00

Foto: Reprodução

Claudio Stábile - presidente da OAB-MT

Claudio Stábile - presidente da OAB-MT

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Mato Grosso (OAB-MT), Claudio Stábile, disse acreditar na seriedade do Supremo Tribunal Federal (STF) em julgar o Mensalão, Ação Penal 470, assim como a Corte se posicionou em outros casos de considerável repercussão.

“Para a OAB importa que seja observado o devido processo legal e os que realmente praticaram atos ilícitos sejam punidos, por isso, confiamos na competência do STF”, avaliou o advogado, durante entrevista ao Olhar Jurídico.

Mensalão: Delúbio admite caixa 2 e nega compra de votos
Defesa quer adiar julgamento à espera de aposentadoria
Advogados de réus do mensalão criticam sustentação oral de Gurgel

Stábile lembrou que a postura do STF tem sido da mais alta imparcialidade. Ele lembra de dois recentes julgamentos considerados polêmicos que passaram pelo Supremo como o embate sobre a competência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a validação da Lei da Ficha Limpa.

Quanto as discussões referentes ao afastamento do ministro Dias Tóffoli, que não se declarou suspeito e nem foi requerido pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, o presidente da OAB de Mato Grosso se limitou a afirmar que se o Ministério Público não viu elementos que levassem a tal pedido é porque não haver provas para a suspeição.

Julgamento Mensalão

Começa nesta terça-feira (07) o quarto dia de julgamento do Mensalão no STF. Na sessão de ontem iniciaram as argumentações da defesa dos 38 réus. Hoje serão ouvidos os advogados de quatro réus ligados a Marcos Valério, acusado de ser o operador do Mensalão, e a defesa de Kátia Rabello, ex-presidente e atual acionista do Banco Rural. O julgamento, que terá sua quarta sessão, será retomado às 14h (horário de Brasília).

O site Olhar Jurídico fará a cobertura minuto a minuto.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet