Olhar Jurídico

Domingo, 31 de maio de 2020

Notícias / Criminal

Ministro do STF admite falhas de procurador mas diz que há provas contra mensaleiro

De Brasília - Vinícius Tavares

22 Ago 2012 - 18:15

Foto: Reprodução

Ministro do STF admite falhas de procurador mas diz que há provas contra mensaleiro
O ministro Ricardo Lewandowski admitiu a existência de falhas na acusação feita pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra os 38 réus da Ação Penal 470 que está sendo julgada no Supremo Tribunal Federal.

A análise foi feita durante a leitura da segunda etapa de seu voto em que ele abordava a existência de elementos para incriminar os publicitário Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, sócios do empresário Márcos Valério na empresa DNA propaganda e que responde pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

"Embora não tenha sido observada a melhor técnica na acusação feita pela Procuradoria Geral da República, ficou clara a responsabilidade penal do sócio de Marcos Valério", disse o ministro Ricardo Lewandowski ao analisar a participação de Paz. Logo depois, ele repetiu sua análise a respeito das provas contra Hollerbach, que ele considerou suficientes.

A avaliação de Lewandowski coincide com os argumentos usados por todos os advogados que apresentaram até a semana passada suas sustentações orais. Como de praxe, as defesas contestaram o procurador geral da república, Roberto Gurgel, pela suposta inconsistência das provas contra os réus.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet