Olhar Jurídico

Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Notícias / Eleitoral

Peruzzo assume primeira suplência; julgamento de Barranco pode alterar quadro na AL

Da Redação - Raoni Ricci

02 Dez 2014 - 09:28

Foto: Montagem RD News

Peruzzo assume primeira suplência; julgamento de Barranco pode alterar quadro na AL
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recontou hoje (2) os votos do candidato a deputado estadual, Altir Peruzzo (PT), que conseguiu no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garantir o seu registro de candidatura, negado pela Justiça Eleitoral do estado. Com a nova totalização, incluindo os seus 15.229 votos, Peruzzo assumiu a primeira suplência da coligação ‘Amor a Nossa Gente’, remanejando o correligionário Allan Kardec para a segunda suplência.

Leia mais
TSE defere registro de candidatura de Peruzzo e dá provimento a agravo de Barranco

O agora primeiro suplente teve o seu registro de candidatura negado pelo TRE em função da rejeição de suas contas da prefeitura de Juíza rejeitadas pela Câmara Municipal. Peruzzo responde processo por improbidade administrativa. Sua gestão deixou e dívidas sem garantias de pagamento, o que é vedado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A expectativa agora fica por conta do julgamento do recurso ordinário do também petista Valdir Barranco. No dia 11 novembro, além de garantir a recontagem dos votos de Peruzzo, o TSE acatou um agravo regimental impetrado por Barrando para que apenas o pleno faço o julgamento do mérito de sua ação.

Caso saia vitorioso na instância máxima da Justiça Eleitoral, os 19.227 votos conquistados vão ajudar Barranco a garantir uma cadeira no parlamento estadual. Assim como Peruzzo, Barranco teve o registro negado pelo TRE por ter as contas de sua gestão a frente da prefeitura de Nova Bandeirantes rejeitadas em 2007.

Caso Valdir Barranco consiga o deferimento do seu registro o quadro de eleitos para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso será alterado. A coligação ‘Amor a Nossa Gente’ (PT, PR, PMDB e PROS) passara a contar com nove deputados estaduais e a Frentinha, liderada pelo Partido Verde (PV), perderia uma cadeira – hoje pertencente ao vereador Coronel Taborelli, deputado eleito e líder do PV na Câmara de Várzea Grande.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • welinton
    02 Dez 2014 às 13:27

    Tantos erros de português, revisem.

  • jose alves
    02 Dez 2014 às 12:49

    as leis do brasil estão sendo desmoralizadas pelos corruptos do pt

  • julio
    02 Dez 2014 às 12:38

    Pra mim não faz diferença,não conheço nenhum deles.

  • SABOROSA
    02 Dez 2014 às 12:24

    VALDIR BARRANCO A JUSTIÇA DIVINA É A PRINCIPAL JUSTIÇA E VOCE É HONESTO E TRANSPARENTE, NÃO DESISTA A VAGA É SUA E DEUS SABE DISSO, SE FOR TABORELY DEP. SERÁ A MAIOR INJUSTIÇA QUE ESTÃO FAZENDO COM VOCE A VAGA É DO BARRANCO E TABORELY QUE VÁ LAMBER SABÃO OK.

Sitevip Internet