Olhar Jurídico

Segunda-feira, 17 de junho de 2019

Notícias / Financeiro

Prédio de R$ 5,8 milhões da Faculdade Afirmativo vai a leilão nesta quinta-feira

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

22 Jun 2016 - 11:45

Foto: Reprodução

Faculdade Afirmativo

Faculdade Afirmativo

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-23ª Região), realizará nesta quinta-feira (23) o leilão judicial do edifício pertencente a Sociedade Educacional Afirmativo. O imóvel tem 4.073,67 m², está localizado no Bairro Dom Aquino e é sede há cerca de duas décadas da “Faculdade Afirmativo”. O valor mínimo de arrebate é de R$ 5.894.306,00. O leilão será realizado pela Kleiber Leilões.

Leia mais:
Por conta da greve, Judiciário realiza audiências de custódia direto na cadeia

De acordo com os autos da ação trabalhista, que tramita na Primeira Vara desde 2001, trata-se de uma ação que contempla 70 processos, cujo arremate beneficiará inúmeros professores e funcionários, que aguardam pagamentos atrasados na ordem de R$ 4,5 milhões.

O leilão judicial do prédio teria ocorrido em setembro de 2015, mas foi suspenso por conta de recursos protocolizados contra a penhora, por Clodis Menegaz, presidente da Associação Juinense de Ensino Superior do Vale do Juruena, sócio da faculdade.

De acordo com o edital do leilão, no prédio, hoje, encontra-se estabelecido o Instituto Educacional Bom Jesus de Cuiabá, que ainda opera com nome comercial de “Faculdade Afirmativo”.

Em 2009, Olhar Direto já havia noticiado diversas denúncias de professores da instituição particular de ensino, que já alegavam estar recebendo salários com atraso. À época, registrou-se que as reclamações envolviam inadimplência, fundo de garantia não recolhido, descumprimento de reajustes salariais e reconhecimento do curso. Como resposta, a assessoria da faculdade havia garantido que não existiam problemas quanto ao reconhecimento de cursos pelo Ministério da Educação e que os pagamentos estavam sendo feitos em dia.

A Faculdade Afirmativo iniciou suas atividades em 1998 em Cuiabá e possui seis cursos de graduação: administração, direito, pedagogia, fonoaudiologia, secretariado executivo e turismo, além dos cursos de pós-graduação.

Em 2012, o fundador da “Faculdade Afirmativo”, o historiador e pedagogo Wilson Luiz Ubiali, 73 anos, faleceu em decorrência de uma insuficiência respiratória. Professor Wilson, foi também um dos primeiros diretores da Faculdade Cândido Rondon, hoje Centro Universitário Cândido Rondon.

O leilão será realizado nesta quinta-feira (23) e já apresenta 17 possíveis compradores homologados. Quem arrematar deverá arcar com o pagamento de R$ 5.894.306,00 em até seis parcelas mensais. O leilão será realizado na sede do TRT, na avenida Historiador Rubens de Mendonça, 335, e será iniciado às 8h30. O leiloeiro é Alvaro Antônio Mussa Pereira. 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Aluna
    23 Jun 2016 às 09:07

    Nós alunos, estamos preocupados pois até agora não recebemos nenhuma informação por parte da faculdade se seremos transferidos, ou se as atividades continuarão normalmente. E se continuar, receberemos nossos diplomas?

  • Rosa
    22 Jun 2016 às 17:02

    E como fica os alunos??Alguns preste a se forma.

  • Rosa
    22 Jun 2016 às 17:01

    E como fica os alunos??Alguns para se formar

  • Claudio
    22 Jun 2016 às 14:57

    Foi uma ótima Faculdade, tinha tudo para competir com as que hoje existem em Cuiabá, pena não ter tido sorte com seu administradores.

  • Professor
    22 Jun 2016 às 12:30

    Notícia importante para cerca de 70 trabalhadores da Educação que por anos esperaram por esse dia. Justiça seja feita!

Sitevip Internet