Olhar Jurídico

Sexta-feira, 05 de março de 2021

Notícias / Administrativo

Tribunal mantém investigação contra PM que virou juiz e utilizava regime militar em fórum

Da Redação - Arthur Santos da Silva

18 Mai 2017 - 16:05

Foto: Reprodução

Ivan Lúcio Amarante

Ivan Lúcio Amarante

O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou arquivamento de sindicância contra o juiz Ivan Lúcio Amarante, acusado por servidores da Comarca de Vila Rica de utilizar “regime militar” durante convívio. O modo configuraria assédio moral.  A decisão é desta quinta-feira (18).

Leia mais:
Juíza mantém prisões domiciliares contra empresário e ex-secretário de Educação


O magistrado, antes de assumir seu posto no Judiciário, era Policial Militar em São Paulo.

A sindicância foi estabelecida em 2014. Conforme os autos, Ivan cometeu desvio de conduta funcional, utilizando procedimentos incompatíveis com a dignidade e a honra em face de servidores. É relatado ainda a utilização de armas no fórum.

Em sua defesa, Ivan afirmou que sua postura foi resultado de um momento de crise, configurando assim ausência de justa causa para o procedimento investigatório. Sobre a utilização de arma, o magistrado argumentou pela vulnerabilidade e insegurança na Comarca de Vila Rica.

Ivan Lúcio Amarante atualmente exerce função na Comarca de São Félix do Araguaia. Com a negativa do arquivamento, a sindicância terá continuidade.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet