Olhar Jurídico

Domingo, 07 de março de 2021

Notícias / Administrativo

Advogada critica "imoralidade" da Semob por não analisar recursos de multa

Da Redação - Lázaro Thor Borges

27 Ago 2017 - 15:16

Foto: Aleciane Sanches, advogada especializada em Trânsito

Advogada critica
A advogada de trânsito Aleciane Sanches publicou um vídeo na última sexta-feira (25) em que critica a Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) por indeferir de maneira “imoral” os recursos contra multas aplicadas aos condutores. 

Leia mais:
Ações de educação pretendem melhorar o cenário do trânsito em Cuiabá


Na publicação, Sanches diz se sentir “estarrecida com a imoralidade da administração pública”. Ela denunciou que a Secretaria não tem analisado corretamente os recursos de defesa prévia dos condutores que foram multados. O vídeo publicado já tem mais  cerca de 1500 visualizações e 34 compartilhamentos. 

“Olha como o trem é mal feito, como é uma imoralidade isso, como não olham as infrações e só fazem copiar e colar e só lasca com a vida do cidadão”, desabafou ela em sua página pessoal no Facebook. 

Como exemplo, Aleciane usou a multa de um cliente representado por ela. A notificação da multa só foi enviada ao condutor um mês depois da data em que a suposta infração foi cometida. Apesar do atraso, o condutor recorreu por meio da "defesa prévia", processo anterior ao recurso protocolado na JARI. 

Na resposta a defesa prévia , o diretor de trânsito da Semob indefereiu o pedido sem muitos esclarecimento e citou apenas o artigo 281 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O artigo, no entanto, determina justamente que a multa deve ser cancelada se a notificação demorar mais de 30 dias para ser expedida, exatamente o que ocorreu no exemplo do vídeo.  

Outro lado

A reportagem tentou entrar em contato com a assessoria da Semob, mas até o momento não obteve respostas. 

Veja vídeo

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet