Olhar Jurídico

Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Notícias / Civil

Empresa de ônibus é condenada por chamar passageiro de “malandro” após falha em cartão

Da Redação - Arthur Santos da Silva

09 Nov 2017 - 14:04

Foto: Reprodução

Empresa de ônibus é condenada por chamar passageiro de “malandro” após falha em cartão
A magistrada Sinii Savana Bosse Saboia Ribeiro, da Décima Vara Cível de Cuiabá, condenou a empresa de transporte coletivo Auto Viação Princesa do Sol ao pagamento de R$ 3 mil como indenização por um passageiro ter sido chamado de “malandro”.
 
Leia mais:

Harley Davidson, BMW e L200: advogados entregam R$ 2,8 milhões em bens à Justiça Federal em acordo de delação


Conforme os autos, um menor embarcou no ônibus da empresa coma expectativa de ir para casa. Todavia, ocorreu uma falha nos equipamentos e o cartão não funcionou quando acionado.  O cobrador da Viação Princesa do Sol passou a ofender o menor o chamando de “malandro”.
 
Foi exigido que a vítima do constrangimento descesse do veículo. Uma servidora do colégio onde o menor estudava acabou pagando a passagem para evitar maiores problemas.
 
Segundo a magistrada, a narrativa presente no boletim de ocorrência confeccionado na data dos fatos restou incontroverso, caracterizando dano moral puro, derivado do próprio ato ofensivo.
 
O pagamento de R$ 3 mil será corrigido por juros. O processo foi protocolizado pela mãe da vítima. 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Mané
    11 Nov 2017 às 02:25

    Juca, meu filho, a empresa falou pela boca do motorista.

  • Robélio Orbe
    10 Nov 2017 às 15:42

    A empresa é Princesa do Sol e colocam um ônibus da Pantanal.

  • jose antonio silva
    09 Nov 2017 às 16:49

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Juca
    09 Nov 2017 às 15:25

    Quem chamou o passageiro de malandro foi o cobrador e não a empresa. Empresa é pessoa jurídica inanimada, jamais poderia falar!

Sitevip Internet