Olhar Jurídico

Domingo, 21 de julho de 2019

Notícias / Geral

Família aguarda transferência de bebê cardiopata que conseguiu UTI na Justiça

Da Redação - Fabiana Mendes

07 Mai 2018 - 10:37

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto/Ilustração

Família aguarda transferência de bebê cardiopata que conseguiu UTI na Justiça
Após 24 horas da liminar da juíza Luciene Roos, o recém-nascido de 26 dias com diagnóstico de cardiopatia grave deverá ser internado nesta segunda-feira (7), em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade de Rondonópolis. A família é do município de Água Boa (a 741 quilômetros de Cuiabá) e aguarda chegada do avião para fazer a transferência. João Gabriel Tauffer Silva precisa fazer uma cirurgia cardiovascular de urgência, pois a cada minuto que passa, as chances de vida reduzem.

Leia mais: 
Juiz determina transferência de criança de 1 ano com traumatismo craniano para UTI

A transferência deveria ter sido feita na última sexta-feira (4), mas como o Executivo estadual não conseguiu a vaga, os pais da criança procuraram a Defensoria Pública de Mato Grosso. A defensora da área criminal Gisele Chimatti Berna entrou com ação na Justiça e conseguiu liminar para que o Estado providencie a vaga em 24 horas. 

A liminar foi concedida na manhã deste domingo (6) pela juíza de Plantão, Luciene Roos, mas a defensora afirma que a demora no cumprimento da decisão pode ser fatal para o recém-nascido. No pedido, Gisele assegura a necessidade de que o bebê seja transferido em uma aeronave, com condições de fazer qualquer atendimento médico, caso ele precise durante a transferência.

A mãe de João Gabriel, Cândida Tauffer, 30 anos, afirma que é de Canarana e que voltou na pediatra de Água Boa para um retorno de rotina e que a pediatra achou estranho o cansaço e o jeito ofegante da criança respirar e já o encaminhou para internação. “No dia seguinte fizemos um ecocardiograma e foi diagnosticado a cardiopatia, ele tem três problemas nas veias do coração e o sopro no coração. Na internação ele já foi para o oxigênio para ter conforto respiratório e agora estamos aguardando a cirurgia, que precisa de urgência”, explica.

A mãe conta que é servidora pública e o marido autônomo. Eles têm um filho de 13 anos e afirma que durante o pré-natal da gestação, nenhum problema de saúde foi identificado na criança. Para entrar em contato com a família, o telefone é: (66) 99911 0799.

Outro lado

A Secretaria do Estado e Saúde (Ses), disse por meio de nota, que o recém-nascido João Gabriel será transferido nesta segunda-feira (07) para uma UTI neonatal com Cardiologia da Santa Casa de Rondonópolis. O bebê encontra-se internado na pediatria do Hospital Regional de Água Boa, com o diagnóstico de cardiopatia grave, e será transferido em uma UTI Aérea com previsão de chegada em Rondonópolis às 14h50.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • HELO
    07 Mai 2018 às 11:40

    CRIANÇAS COM O FUTURO COMPROMETIDO E DINHEIRO PÚBLICO GASTO COM EVENTOS , CARAVANAS, ALMOÇOS, CHURRASCOS E FESTAS POLÍTICAS. TEMOS QUE ESCOLHER MELHOR NOSSOS REPRESENTANTES.

Sitevip Internet