Olhar Jurídico

Quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias / Geral

OAB diz que fará 'acompanhamento rigoroso' do caso de idoso agredido por policial civil

Da Redação - Isabela Mercuri

28 Jul 2018 - 09:44

Foto: Do vídeo

OAB diz que fará 'acompanhamento rigoroso' do caso de idoso agredido por policial civil
A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT) emitiu uma nota afirmando que vai fazer um ‘acompanhamento rigoroso do caso’ do idoso que foi agredido em uma agência bancária na última sexta-feira (27), por um policial civil. A vítima, de 91 anos, foi empurrada e caiu no chão. O vídeo foi divulgado pelo Olhar Direto (veja AQUI).

Leia também:
Policial civil é flagrado agredindo idoso de 91 anos em agência bancária; veja vídeo

Lamentando o fato, a OAB-MT afirmou, ainda, que vai solicitar informações acerca das investigações, e lembrou que nesta mesma semana a Comissão de Direito do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) lançou a campanha de conscientização e combate à violência contra o idoso.

“Vejo uma cena dessas e para mim é um descontentamento muito grande, nos abala emocionalmente”, destacou o presidente da comissão, Isandir Rezende. Ele questiona ainda se o Estado está preparado para atender ocorrências contra idosos, tendo em vista que Mato Grosso não conta, ainda com uma delegacia especializada.

O caso

Na última sexta-feira (27), um policial civil foi flagrado agredindo um idoso de 91 anos, identificado como Vitalino Xavier Santos. Ele chegou a registrar Boletim de Ocorrência. O policial civil é lotado na Delegacia de Repressão e Entorpecentes (DRE). Ainda não se sabe as circunstâncias do fato, mas um vídeo gravado por testemunhas mostra o momento que o idoso é empurrado e atirado ao chão.
 
Cofira a nota na íntegra:

OAB-MT fará acompanhamento de caso de agressão a idoso em Cuiabá

Na semana em que a Comissão de Direito do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) lançou a campanha de conscientização e combate à violência contra o idoso, mais um caso registrado no estado chamou a atenção da população.

Cenas registradas pelos clientes de uma agência bancária em Cuiabá mostram o momento em que um idoso cai após ser brutalmente empurrado por um homem. Conforme noticiado pelo site O Livre nesta sexta-feira (27), a agressão contra o senhor de 91 anos teria partido de um policial civil.

Diante da situação, a Comissão de Direito do Idoso fará o acompanhamento rigoroso do caso, solicitando informações acerca das investigações.

“Vejo uma cena dessas e para mim é um descontentamento muito grande, nos abala emocionalmente”, destacou o presidente da comissão, Isandir Rezende. Ele questiona ainda se o Estado está preparado para atender ocorrências contra idosos, tendo em vista que Mato Grosso não conta, ainda com uma delegacia especializada.

A campanha lançada nesta semana traz o “violentômetro”, um gráfico que permite identificar 29 níveis diferentes de agressão contra a pessoa idosa, que varia de piadas ofensivas a homicídio, identificando os casos que necessitam medidas urgentes.

De negligência a violência física, passando por exploração financeira, apropriação de bens, abandono familiar e privação social, entre outros, os casos de agressão, muitas vezes, são praticados por pessoas próximas ou do convívio do idoso e da idosa.

No entanto, as denúncias podem ser feitas de forma anônima, a fim de preservar a identidade do denunciante, buscando resguardar sua segurança, por meio do Disque 100. Em Mato Grosso, a violência contra o idoso e o esclarecimento de dúvidas sobre seus direitos também pode ser realizado junto ao Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cededipi) pelo telefone (65) 3613 9981 ou à Comissão de Direito do Idoso da OAB-MT, 3613 0927.

27 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antonio
    04 Ago 2018 às 16:53

    Pegaram o policial pra onde expiatório agora. Toda dia a mesma notícia num jornal diferente. Ainda bem que a família dele só tem gente do bem e com certeza essa história ainda vai render ser desmascarada

  • Prof. Orlando
    29 Jul 2018 às 13:25

    O governador deveria no mínimo vir a publico e pedir desculpa por ato tem tão covarde desse pseudo agente público...

  • EDSON VIEIRA DA SILVA BALLOCK
    29 Jul 2018 às 13:11

    parabéns pela atitude, porem venho comentar que existe outros fato na cidade, e que merecem esclarecimento pelas autoridades, sobre tudo roubos de veiculos tambem como de residencias, auxiliando as pessoas que depende de seus pertecem para trabalhar, em vez de só agiar em casos polemicos. Parem de ser oportunitas, e procurem defender todos os cidadoes. Comecem ha agir em um todo, procurem pessoas que foram lesadas pelos ladroes em que e atuem a partir dos direitos humanos, sendo iguais a todos. sou pai de familia e pedir auxilio de como fazer sobre o carro roubado e me informaram que direitos humanos atendiam apenas a detentos, como ja viu uma coisa dessa, sou cidadao e foi desrespeitado junto aos diretos humanos, favor montar multirao para entrar todos contra o estado, isso sim seria atitude honesta e náo procurar caso de maior populariedade.

  • Almir lopes
    29 Jul 2018 às 13:07

    Imagino o total despreparo desrespeito desse indivíduo que deveria servir e proteger!!!!qual risco esse idoso te causou senhor puliça despreparado???

  • MARCO
    29 Jul 2018 às 10:37

    O que podemos chamar uma pessoa como essa, nada justifica uma pessoal que se diz policial, agredir um idoso de 91 anos, esse é um monstro, covarde, sem nenhuma capacidade de estar exercendo a função que ele exerce, será que é mais um caso que não vai virar em nada? Espero que não.

  • Ney
    29 Jul 2018 às 09:27

    OAB TEM VER OS ADVOGADOS MALA QUE TEM EM MATO GROSSO. GANHAM CAUSA E FICA COM O DINHEIRO. DO CLIENTE. DEIXA A PJC cuidar disso.

  • Almir lopes
    29 Jul 2018 às 08:57

    É seu puliça de última categoria!! Se é com meu pai vc não ia responder sindicância!!!acredite

  • Joao
    29 Jul 2018 às 07:24

    Governador manda este covarde embora. Bateu em idoso e estava usando veículo público pra serviço particular. Cadete nele.

  • Contribuinte
    29 Jul 2018 às 01:51

    OAB dizendo que MT não tem delegacia do idoso, está prestando um "DESERVIÇO" à sociedade!! Vai se informar primeiro!! Cuiabá tem uma e VG tem outra... credibilidade ZERO

  • Fábio - futuro magistrado
    28 Jul 2018 às 21:20

    O idoso cometeu um ato de vias de fatos (não é crime, mas uma mera contravenção penal - conhecido como crime anão ou liliputiano pela doutrina do direito). Era possível o policial agir de forma diversa? sim, e não ir logo dando carteirada se dizendo policial e desrespeitando o idoso, que aparentava não representar ameaça à ação do policial, ao meu juízo agiu de maneira totalmente desproporcional, não considerou a idade do Senhor, perdeu a razão, precisa urgentemente receber uma reprimenda exemplar para estar preparado continuando a exercer a função se for o caso, é o meu julgamento, ao meu ver não somente a OAB, mas o Ministério Público (MP) que tem a competência de controle externo da atividade policial deveria acompanhar o caso junto á Corregedoria da Polícia Civil. Ao MP compete também atuar como Custus Légis (fiscal da lei), se for o caso representar rogando pela ofensa ao estatuto do idoso., é meu entendimento.

Sitevip Internet