Olhar Jurídico

Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Notícias / Geral

Rui Ramos cobra providências e lembra que dois juízes foram agredidos em menos de 30 dias

Da Redação - Vinicius Mendes

27 Set 2018 - 15:09

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Rui Ramos cobra providências e lembra que dois juízes foram agredidos em menos de 30 dias
O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos Ribeiro, esteve na Comarca de Paranatinga (373 km ao sul de Cuiabá). Ele se encontrou com o juiz Jorge Hassib Ibrahim, agredido por um advogado, na última quarta-feira (26), dentro do próprio gabinete. Ele disse que espera que a OAB-MT toma as providências sobre o caso e lembrou que esta já é a segunda vez em menos de um mês que um juiz é agredido em Mato Grosso.
 
Leia mais:
Vídeo mostra momento em que réu arremessa garrafa em juiz após ouvir sentença; veja
 
O desembargador se inteirou do ocorrido e avaliou as medidas que devem ser adotadas. Segundo relatos, o magistrado estava despachando em seu gabinete e o advogado, usando de suas prerrogativas adentrou o recinto e agrediu o juiz. Não há relatos de qualquer problema anterior entre as partes.
 
“Há alguns dias estivemos na Comarca de Nova Monte Verde para tratar desse mesmo assunto, agressão sofrida por um juiz. Nada justifica uma atitude dessa, ainda mais por parte de um advogado, que tem prerrogativas”, afirmou o presidente do PJMT.
 
Rui Ramos classificou a atitude do advogado como inimaginável e inaceitável e disse esperar que a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso (OAB-MT) tenha uma consideração muito grande com esse acontecimento.
 
“Se fosse o inverso, o juiz teria sido afastado das funções imediatamente pela Corregedoria Geral da Justiça, não tenho a menor dúvida disso. Não se pode chegar a um ponto extremado desse nas relações, e o pior: na urbanidade. É nossa obrigação o trato com bondade, com educação a todos que nos procuram. Essa é uma questão de respeito e não se pode chegar a um ponto desses”, acrescentou.
 
O presidente do TJMT reiterou que espera que as devidas medidas rigorosas sejam tomadas pela OAB-MT.

“Quero crer que as medidas sejam bastante rigorosas e tomadas com premência, com urgência, porque não se pode admitir que isso seja tratado como se fosse um fato corriqueiro. A situação é das piores possíveis, terá nossa especial atenção e a nossa enérgica consideração junto a Ordem dos Advogados”, salientou.
 
Segunda agressão
 
No último dia 31 de agosto, o réu Odinei Batista de Jesus, de 25 anos, arremessa uma garrafa d’água no juiz Bruno Cesar Singulani França, de 33, após ouvir sua sentença.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, o julgamento acontecia na Câmara de Vereadores de Nova Monteverde (953km de Cuiabá), por volta das 20h55. Logo após o juiz dar a sentença (por crime de homicídio), quando o condenado estava prestes a ser algemado, conseguiu se soltar dos agentes penitenciários e jogou uma garrafa d’água em direção ao juiz.

Odinei ainda gritou: “Filho da puta, desgraçado, você merece morrer, vocês jurados, merecem morrer”.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Aline
    27 Set 2018 às 22:42

    E agora tem mais 2000 servidores ofendidos por uma ex-juíza e não vi postar nenhuma declaração no site do TJ....

  • Critico
    27 Set 2018 às 17:40

    Ninguém sai por aí agredindo pessoas principalmente um magistrado. Tem que ser apurado com rigor, será que o magistrado não deu causa?

  • ZE NINGUÉM
    27 Set 2018 às 17:13

    E O CIDADAO, ESTUPRADO, MORTO, AGREDIDO? QUAL AS PROVIDÊNCIAS? AH, LEMBREI. AUDIÊNCIA DE CUSTODIA.

  • Kleber
    27 Set 2018 às 16:27

    E OS AGENTES QUE SÃO AGREDIDOS E AMEAÇADOS TODOS OS DIAS, QUANDO UM ALEGA QUE SOFREU MAUS TRATOS, OS JUÍZES ACREDITAM, ATÉ MANDAM PRENDER OS AGENTES, AGORA ELES ESTÃO SENTIDO NA PELE O QUE NÓS PASSAMOS TODOS OS DIAS.

  • Vando
    27 Set 2018 às 15:57

    quando aconteçe com um juiz.meu deus ai ficam todos estarrecidos e quando e inverso?ai pode a advogada no rio de janeiro foi algemada humilhada.e sabe o que o juiz falou?foi teatro da advogada!! tem que tomar providencia sim contra o advogado que agradiu o juiz.agora a oab.tem respeitar tbm o devido processo.legal contra seu membro.

Sitevip Internet