Olhar Jurídico

Segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Notícias / Eleitoral

TRE nega pedido de Mendes para impedir que adversário mencione envolvimento na Ararath

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

01 Out 2018 - 12:12

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

TRE nega pedido de Mendes para impedir que adversário mencione envolvimento na Ararath
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) negou um pedido feito pela Coligação ‘Pra Mudar Mato Grosso’, encabeçada pelo candidato ao Governo Mauro Mendes (DEM) para que a Coligação ‘A Força da União’ não mencione em propagandas eleitorais e em inserções na TV, que o ex-prefeito de Cuiabá é réu na Operação Ararath.

Leia também
Juiz determina que Selma apague postagens com pesquisa "tendenciosa" e que leva eleitor ao erro


Na representação, a Coligação de Mendes cita duas inserções veiculadas na TV no dia 26 de setembro, em que a Coligação adversária usou reportagens do ano de 2014 em que o ex-prefeito de Cuiabá, assim como o ex-governador Silval Barbosa estavam sendo investigados na época.

A defesa de Mendes também alega que a Coligação adversária usa a reportagem a tirando de contexto, levando ao eleitor a entender que Mauro Mendes ainda é réu na ação Ararath.

Para o juiz auxiliar da propaganda, Paulo César Alves Sodré, a matéria jornalística exibida nas inserções mostrava claramente que foi retirada de um arquivo do ano de 2014. “Por essa razão,  não  vislumbro  a  ocorrência  de  afirmação  de  fato passado como se situação contemporânea fosse”.

“Ante o exposto, indefiro o pedido  de  tutela  provisória contido  na representação para determinar a notificação dos Representados para que, no prazo de1 (um) dia, apresentem defesa, nos termos do art. 8º, da Res. TSE nº 23.551/2017”, diz o magistrado.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo nascimento
    01 Out 2018 às 21:42

    Esse é santo tudo certinho só falta pagar funcionários de Rondônia

Sitevip Internet