Olhar Jurídico

Terça-feira, 23 de abril de 2019

Notícias / Criminal

Jovem preso após racha na avenida Miguel Sutil é solto sem pagar fiança

Da Redação - Vinicius Mendes

11 Fev 2019 - 09:40

Foto: Rogério Adriano

Jovem preso após racha na avenida Miguel Sutil é solto sem pagar fiança
O jovem Guilherme Lucas da Silva, 20 anos, que foi preso após participar de um racha na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, na última quinta-feira (7), passou por audiência de custódia na sexta-feira (8) e foi solto sem pagar fiança, pois teria se apresentado à polícia voluntariamente. O racha terminou em um acidente e duas pessoas foram presas.
 
Leia mais:
Acusado de racha na Miguel Sutil passará por audiência de custódia; carro pegou fogo em posto
 
A audiência de custódia foi realizada na tarde do dia 8 de fevereiro no Fórum de Cuiabá. O juiz Mário Roberto Kono de Oliveira presidiu a sessão. O Ministério Público pugnou pela homologação da prisão em flagrante e a substituição dela em liberdade provisória.

A defesa também pediu a liberdade provisória sem o pagamento de fiança. O magistrado concedeu o pedido justificando que o jovem teria se apresentado voluntariamente à polícia.
 
“Considerando que o indiciado somente fora detido por que se apresentou a polícia e não por que esta saiu ao seu encalço, não há como homologar o flagrante, razão pela qual relaxo o auto de prisão em flagrante e determino seja o custodiado colocado imediatamente em liberdade, salvo se por outro motivo não estiver preso”, disse o juiz.
 
O caso
 
Consta do boletim de ocorrências que populares relataram que o veículo UP e outros três estavam praticando racha na avenida Miguel Sutil. Em dado momento, já próximo do posto que fica em frente ao Parque Mãe Bonifácia, o condutor do primeiro carro perdeu o controle, bateu no canteiro central, atravessou a via, atingiu a mureta do posto e também um automóvel que estava estacionado.
 
Mesmo após atingir carro no posto, o veículo ainda voltou para pista, onde capotou. As testemunhas ainda relataram que ocupantes de outro carro pararam no local, retiraram vários objetos que estavam dentro do UP e fugiram.
 
Quando a equipe da Polícia Militar chegou ao local, foi informada que um dos ocupantes do carro, identificado como Bruno Henrique Navarro, 29 anos, havia fugido logo depois do acidente. Em rondas pela região, o suspeito foi encontrado e detido.
 
Na sequência, um jovem identificado como Guilherme Lucas da Silva, 20 anos, se apresentou e disse ser o condutor do UP. Porém, no veículo foi encontrada uma carteira contendo a Carteira Nacional de Habilitação de Giovanni Alvim Bernardo da Silva, 25 anos. Durante checagem, verificou-se que o automóvel está no nome da mãe dele.
 
O delegado da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Christian Cabral, já assumiu as investigações para verificar as reais circunstâncias do acidente. Guilherme foi atuado pelos crimes de racha e dano.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Crítico
    11 Fev 2019 às 14:17

    Está da impunidade

  • Willian
    11 Fev 2019 às 13:51

    A mesma coisa de sempre nas tais audiências de Custódia. Não tem juiz sério para ao menos trancar o vgbd por 1 semana!!

  • Mendonça
    11 Fev 2019 às 12:46

    Claudio Vai estudar e Fazer Um Cocurso Para Ser Policial, Juiz Promotor, Desembargador etc e ai VC Não Fics Preso Também.

  • Claudio Coelho Barreto Junior
    11 Fev 2019 às 10:24

    SE FOR FILHO DE POLITICO, DE JUIZ, PROMOTOR, DESEMBARGADOR, SECRETÁRIO DE ESTADO OU DO MUNICÍPIO, OU MESMO FILHO DE POLICIAL, OU DE OFICIAL DA POLICIA MILITAR, VAI DAR NADA NÃO.

  • Dejanira
    11 Fev 2019 às 10:10

    Se esse jovem fosse rico, só sairia da prisão mediante fiança. Um peso, duas medidas.

  • Sampaio
    11 Fev 2019 às 10:10

    É a lei de Mato Grosso " tem grana ?? não fica preso , cadê o MPE nessa hora ninguém aparece né !!! Porque será em ?

  • Walter
    11 Fev 2019 às 10:00

    Racha de UP deveria pegar prisão de 10 anos mesmo sem ter provocado acidente.

Sitevip Internet