Olhar Jurídico

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Geral

Obras de climatização do Fórum de Cuiabá devem começar até o final do ano

Da Redação - José Lucas Salvani

22 Fev 2019 - 18:13

Foto: Rogério Florentino Pereira / OD

Obras de climatização do Fórum de Cuiabá devem começar até o final do ano
As obras de climatização do Fórum Desembargador José Vidal, localizado em Cuiabá, devem começar até o final do ano. O anúncio de processo de climatização foi feito após petição enregue pela Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT) requerendo a modernização do espaço.

Leia mais:
Afastado da vida pública, Taques trabalha para transferir registro da OAB para Mato Grosso

De acordo com o juiz-diretor do Fórum, Luís Aparecido Bortolussi Júnior, a empresa que fará o projeto de modernização que será implementado já foi contratada. Os planos envolvem com que as obras sejam iniciadas até o final do ano, começando pela área criminal.

Para o juiz-diretor, a climatização é uma questão óbvia e de necessidade primária. Construído em 2005, o fórum dispõe uma infraestrutura parcialmente aberta, mas com o aumento da temperatura média global, o Poder Judiciário acredita ser necessário fazer uma modernização do espaço para os servidores, magistrados, operadores da Justiça e jurisdicionados.

“Nós já começamos as ações para a climatização. A primeira foi conseguir autorização expressa do criador da obra, que por conta dos direitos autorais, precisava nos dar a concessão. Também o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha já autorizou a modificação necessária”, destaca o juiz-diretor.

Petição

Na manhã desta sexta-feira (22), o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, entregou à desembargadora Maria Helena Póvoas uma petição com mais de 4,2 mil assinaturas requerendo a climatização do Fórum de Cuiabá. A magistrada recebeu o pedido e classificou como uma demanda legítima.

“Não podemos deixar de pensar nas pessoas que ficam esperando pela audiência nos corredores do Fórum. Ali não tem climatização e eles acabam ficando no calor nada ameno que temos em Cuiabá”, explica.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • AVANÇA MT
    27 Fev 2019 às 12:00

    TA AI UM LUGAR AONDE TEM DÉBITOS INFINITOS COM A SOCIEDADE ,O JUIZ NÃO TEM PRAZO PARA JULGAR UMA CAUSA QUE FICA MOFANDO NAS PRATELEIRAS E A PESSOA FICA SOFRENDO

  • Alex
    22 Fev 2019 às 21:28

    Vao botar ar no galinheiro?

Sitevip Internet