Olhar Jurídico

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Geral

Governo tem 48 horas para disponibilizar viatura para cidade de MT

Da Redação - Patrícia Neves

05 Abr 2019 - 10:39

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Governo tem 48 horas para disponibilizar viatura para cidade de MT
A Justiça determinou que o Estado providencie em 48 horas o envio de uma viatura em perfeitas condições para o município de Porto Alegre do Norte, distante a 1.131 km de Cuiabá. Desde o dia 19 de março, o 1º Pelotão da Polícia Militar da cidade está sem veículo para atender as ocorrências registradas nas zonas urbana e rural. O pedido foi feito pelo Ministério Público de Mato Grosso. 

Leia Mais:
Homem é preso após manter esposa em cárcere privado por quatro meses

Na decisão, proferida pela 2ª Vara de Porto Alegre do Norte, foi estabelecida multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento. A viatura que deverá ser encaminhada ao município terá que ser adaptada para locomoção em estrada sem pavimentação, equipada com rádio comunicador, sinalizador acústico e visual, sinalizador auxiliar, rastreador e todos os itens indispensáveis ao desempenho da atividade policial.

De acordo com a promotora de Justiça Graziella Salina Ferrari, em janeiro deste ano o MPMT requereu informações à Polícia Militar e foi comunicada de que em Porto Alegre do Norte existia apenas uma viatura e que ainda necessitava de manutenção, pois estava com retrovisor esquerdo danificado, farol do lado direito queimado, lanterna traseira caindo, giroflex com infiltração, entre outros problemas. Foi informada ainda de que o veículo não havia sido encaminhado para oficina credenciada para não ser retido, como ocorreu em outras cidades.

Ao solicitar explicações da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), o MPMT foi informado de que sete veículos novos foram encaminhados ao Décimo Comando Regional. Todavia, conforme apurou o MPMT, nenhum foi destinado ao município de Porto Alegre do Norte. “Nesse ínterim, no dia 19 de março, a viatura que atendia ao município foi retida para manutenção por tempo indeterminado, situação que perdura até a presente data”, relatou a promotora de Justiça.

As informações são da assessoria do MPE.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet