Olhar Jurídico

Quinta-feira, 20 de junho de 2019

Notícias / Civil

Recém-nascidas conseguem na justiça vaga em UTI Neonatal em MT

Da Redação - Isabela Mercuri

21 Abr 2019 - 15:49

Foto: Reprodução/Ilustração

Recém-nascidas conseguem na justiça vaga em UTI Neonatal em MT
Duas recém-nascidas conseguiram vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal somente após judicialização. Ambas são do município de Água Boa (738km de Cuiabá), apresentam casos de pneumonia e tiveram que ser transferidas para hospitais particulares.

Leia também:
MPF investiga cobrança de propina e aponta que profissional de saúde morto recebeu nota em avaliação

De acordo com informações do promotor de justiça do caso, Edinaldo dos Santos Coelho, uma das garotas, uma menina indígena chama ‘Manu’Seun Yawalapiti Kuikuro recebeu alta, ficou aproximadamente 15 dias fora do hospital e retornou na última sexta-feira (19) para o Hospital Regional. No dia seguinte pela manhã seu quadro se agravou.

"No dia 20 ajuizei a ação civil pública com pedido de tutela de urgência, a qual foi deferida no mesmo dia pelo juiz de plantão. E hoje foi cumprida, com a transferência da criança para Tangará da Serra", afirmou o promotor em entrevista ao Olhar Jurídico

Já o caso da outra menina, Tállyta Vitoria Santana, nascida no dia 30/03/2019, foi judicializado na última segunda-feira (15). “Na quarta-feira consegui bloquear os valores na conta do Estado, para que fosse feita a transferência para um hospital particular, mas mesmo assim estava com dificuldades, porque não tinha vagas”, contou o promotor ao Olhar Jurídico.

No sábado (20), então, o promotor conseguiu uma vaga no hospital Jardim Cuiabá. Tállyta foi diagnosticada com dispneia e pneumonia grave.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pepeu
    21 Abr 2019 às 19:21

    Enquanto isso Santa Casa continua Fechada. Vergonha ter que judicializar o que é de direito.

Sitevip Internet