Olhar Jurídico

Quinta-feira, 20 de junho de 2019

Notícias / Civil

Juiz determina penhora de imóvel de Wilson Santos para pagar dívida de R$ 1,6 mi

Da Redação - Vinicius Mendes

09 Mai 2019 - 08:55

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Juiz determina penhora de imóvel de Wilson Santos para pagar dívida de R$ 1,6 mi
O juiz Yale Sabo Mendes, da 7ª Vara Cível de Cuiabá, determinou a penhora de um imóvel do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) para que seja cumprido o pagamento de uma dívida de R$ 1.6 milhão que o deputado tem com a empresa Monkey Filmes. O magistrado havia determinado o pagamento da dívida ainda em abril de 2018, mas Wilson não teria quitado o valor.
 
Leia mais:

TRE nega recurso e mantém rejeição de contas de Wilson Santos por dívidas de R$ 4 mi
 
A empresa entrou com uma ação de execução de título extrajudicial, em março do ano passado, contra o deputado Wilson Santos e o Diretório Municipal do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Cuiabá, cobrando uma dívida de R$ 1.643.659,97 milhão, por serviços realizados na campanha de Wilson à Prefeitura da Capital em 2016.
 
No dia 19 de abril de 2018 o juiz Yale Sabo Mendes deu prazo de três dias para que Wilson pagasse a dívida, dando também prazo de 15 dias para que ele recorresse.  Ele já havia determinado que caso o pagamento não fosse feito, que o oficial de Justiça procedesse com a penhora dos bens do deputado, avaliando quantos seriam necessários para a quitação dos valores devidos.
 
Wilson não teria pago a Monkey Filmes, nem teria recorrido da primeira determinação, e em uma decisão do último dia 3 de maio o juiz Yale Sabo Mendes determinou a penhora de um imóvel do deputado.
 
“Posto isso, intime-se a parte executada para no prazo de dez dias, indicar nos autos a localização exata do imóvel penhorado, informando um ponto de referência; descrevendo as características do imóvel e seu atual estado de conservação, bem como, para no mesmo prazo trazer para os autos a avaliação do imóvel, que deverá ser realizada por duas empresas distintas, ligadas ao mercado imobiliário”, disse o magistrado.

Outro lado

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirma que reconhece a dívida da campanha de 2016 que foi devidamente registrada na Justiça Eleitoral de Mato Grosso.

Informa ainda que está dialogando permanentemente com a empresa, uma vez que, o acordo entre as partes para a solução do litígio é reconhecida pelo poder Judiciário em qualquer instância. 

Os recursos financeiros para a quitação desta divida virão do diretório nacional do PSDB que tem orientado o diretório municipal do partido nas tratativas com a empresa Monkey Filmes.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Emílio
    10 Mai 2019 às 10:21

    Não é a primeira nem a segunda vez que leio sobre o dito cujo. Quando foi candidato a deputado federal, prefeito (eleito), e governador. O que aconteceu com denúncias semelhantes? Quem pagou as dívidas?

  • PALLHARES
    09 Mai 2019 às 17:45

    EU NÃO AGUENTO ESSE CIRCO ONDE OS PALHAÇOS SOMOS NÓS MESMOS E TODOS SABEMOS ONDE ESSA PALHAÇADA VAI DAR, EM NADA!!!!

  • AVANÇA LOGO MT
    09 Mai 2019 às 10:55

    ISSO TEM QUE PRENDER E APREENDER OS BENS DE TODOS MAUS GESTORES E CORRUPTOS , O SILVAL O RIVA E O EDER TAO SOLTOS , CADÊ A JUSTIÇA DESSE ESTADO ?

  • D cremilda
    09 Mai 2019 às 10:20

    Até que Fim apareceu um juiz p tomar providência. E só roubalheira esses políticos. E UMA VERGONHA

  • wilson soares
    09 Mai 2019 às 10:17

    E este nobre edil se coloca como "Paladino da Moralidade" kkkkkkkkk

  • Apolinário Malinowski
    09 Mai 2019 às 09:51

    Wilson Santos foi péssimo prefeito Deixou o segundo mandato na metade. Perdeu eleição para governador. Deixou Chico Galindo no lugar, pior ainda. E é um péssimo deputado estadual. Espero que nunca mais se eleja. Qualquer cargo.

Sitevip Internet