Olhar Jurídico

Terça-feira, 22 de setembro de 2020

Notícias / Criminal

MP denuncia neto de tabeliã e mais dois após intimidação contra interventor

Da Redação - Vinicius Mendes

21 Mai 2019 - 09:31

Foto: Reprodução

No detalhe: O promotor Adriano Roberto Alves

No detalhe: O promotor Adriano Roberto Alves

O promotor Adriano Roberto Alves, da 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Primavera do Leste, ofereceu denúncia contra Pedro Paulo Fernandes Feitosa, Geraldo Bruno Victor Cesar Rafael Martins Felício e Jackson Pereira Barbosa, pelos crimes de dano e coação no curso de processo relacionado à intervenção em um cartório no município. Pedro Paulo, que é neto da tabeliã que havia sido suspensa após indícios de irregularidades, é apontado como o líder do grupo.
 
Leia mais:
Cartório de MT sob intervenção e com denúncias de intimidação arrecadou R$ 10 mi em 2018
 
A denúncia foi oferecida contra os três pelo promotor de Lucas do Rio Verde no último dia 17 de maio. Os denunciados teriam intimidado o tabelião substituto do Cartório do 1º Ofício de Primavera do Leste.
 
A tabeliã titular, Elza Fernandes Barbosa, avó de Pedro Paulo, chegou a ser suspensa e o cartório colocado sob intervenção. O interventor foi nomeado para o cargo em fevereiro deste ano, pelo juiz da comarca, que após correição no cartório detectou irregularidades e suspendeu a proprietária e seu neto dos trabalhos cartorários do estabelecimento. 
 
Elza foi tirada do comando do cartório por três meses, com margem para mais um de prorrogação durante o desenrolar do processo administrativo. Na mesma decisão, foram afastados também os substitutos Hélia Sandea Fernandes Silva, Pedro Paulo Fernandes Silva e Adrienne Fanessa Fernandes Feitosa Lauck. A tabéliã já retornou ao cargo.
 
No último dia 29 de abril o Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) deflagrou uma operação para prender dois policiais militares que estariam intimando o interventor do cartório.
 
Foram alvos da operação Jackson Pereira Barbosa, Geraldo Bruno Victor Cesar Rafael Martins Felício, Pedro Paulo Fernandes Feitosa e Elza Fernandes Barbosa. De acordo com investigações da Polícia Civil, havia fortes indícios do cometimento dos crimes de associação criminosa, coação no curso do processo e danos.
 
Na denúncia o promotor cita que Pedro Paulo Fernandes Feitosa, Geraldo Bruno Victor Cesar Rafael Martins Felício e Jackson Pereira Barbosa, nos primeiros meses de 2019, em diversas ocasiões em Primavera do Leste, teriam se associado para a prática dos crimes de dano e coação no curso do processo.
 
O promotor narra que, nas dependências do cartório, o trio teria feito graves ameaças contra o interventor, e também contra um funcionário, “com o fim de favorecer interesses de Pedro Paulo e seus familiares”.
 
De acordo com o documento, no dia 1º de março os denunciados teriam danificado um Jeep Cherokee, pertencente ao interventor. A vítima narrou que tinha deixado seu veículo estacionado em frente ao cartório, onde trabalha, e que cortaram os pneus de seu veículo, na mesma data em que houve cumprimento de mandato no cartório.
 
O interventor ainda teria dito que Pedro Paulo intimidou um funcionário do cartório, dizendo para que “ficasse esperto”. As investigações apontaram que Gerado Bruno foi o responsável por danificar o veículo. Ele foi visto saindo em uma Honda Biz vermelha.
 
Imagens das câmeras de segurança mostraram que Jackson Pereira Barbosa deu cobertura ao crime, em um HB20 branco. O funcionário do cartório confirmou à polícia que foi intimidado e disse que Pedro Paulo lhe teria dito “você é bem danadinho rapaz” e “tem que ficar esperto, pessoas inteligentes andam pelo caminho certo”.
 
Pedro Paulo teria justificado que Jackson é seu personal trainer e não exercia qualquer função junto ao cartório. As investigações e os depoimentos, no entanto, apontaram que Jackson trabalhava no cartório.
 
O promotor entendeu que ficou comprovada a prática dos crimes, por parte de Pedro Paulo Fernandes Feitosa, Geraldo Bruno Victor Cesar Rafael Martins Felício e Jackson Pereira Barbosa e pediu que seja recebida e instaurada a ação penal contra os três.


Atualizada às 16h51.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet