Olhar Jurídico

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Civil

Silval Barbosa, ex-secretários e construtora são denunciados pelo Ministério Público

Da Redação - Arthur Santos da Silva

23 Mai 2019 - 10:45

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Silval Barbosa, ex-secretários e construtora são denunciados pelo Ministério Público
Diário de Justiça publicado nesta quinta-feira (23) traz informações sobre uma ação civil proposta pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE) envolvendo o ex-governador Silval Barbosa e a Construtora e Empreiteira Global LTDA. O processo está em segredo de Justiça. Não há detalhes sobre o caso.

Leia também 
Fux mantém delação de Silval, Nadaf e empresária no STF por citações a Bezerra
 

Conforme apurado pela reportagem, a ação é proveniente dos fatos revelados em delação premiada de Silval Barbosa.

Constam ainda como réus o ex-secretário de Planejamento, Arnaldo Alves Souza Neto, o ex-secretário-adjunto da Secretaria de Infraestrutura,  Valdisio Juliano Viriato, Marcos Guimarães Miranda, Domingos Savio de Castro, Edil Domingas Leite e Wilson Caetano de Miranda.
 
Apuração demonstra que houve pedido de bloqueio sobre valores. O andamento publicado nesta quinta-feira (23) intima Marcos Guimarães, Arnaldo Alves e Domingos Savio para, no prazo de cinco dias, comprovar, por meio de documentos hábeis, que as quantias tornadas indisponíveis são impenhoráveis.
 
Em sua delação premiada, Silval Barbosa citou mais de 90 empresas envolvidas em esquemas de corrupção.

O acordo de colaboração foi homologado no Supremo Tribunal Federal (STF) e segue gerando ações em diversas instâncias do Judiciário.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • José
    24 Mai 2019 às 06:56

    Só investiga investiga e vira reu se fosse no rio de janeiro que as leis lá São diferente que as leis do mato grosso esses ladrões poderiam estar presos mas infelizmente é num estado que até desembargador é preso por venda de sentença e a CPI da toga não saí.

  • Gladston
    23 Mai 2019 às 12:35

    Vai voltar pra cadeia, "dr. ex governador"! Kkkkkkkk

Sitevip Internet