Olhar Jurídico

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias / Criminal

Procurador-geral apura se MPE doou placa para Central de Grampos na Polícia Militar

Da Redação - Arthur Santos da Silva

17 Jul 2019 - 17:13

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Procurador-geral apura se MPE doou placa para Central de Grampos na Polícia Militar
Procurador-geral do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), José Antônio Borges emitiu despacho avulso interno nesta quarta-feira (17) para levantar as informações relacionadas à destinação de uma placa de computador da marca Wytron, utilizada para realização de escutas telefônicas.

Leia também 
Gerson explica que mais de 100 telefones foram grampeados em central da PM


A iniciativa foi tomada levando em conta notícias divulgadas pela imprensa a respeito da suposta doação da referida placa pelo Ministério Público à Polícia Militar. A doação foi citada em depoimento de policiais militares à justiça no caso conhecido como “Grampolândia pantaneira”. 

O procurador-geral determinou, ainda, a juntada do procedimento de 2017 gerado a partir do despacho em que o Ministério Público presta informações ao Comando Geral da Polícia Militar referentes à destinação da placa “Wytron”, assim como das notícias veiculadas pelos meios de comunicação sobre o assunto. 

Tomando tais providências, o procurador José Antônio Borges ordenou “a remessa do procedimento gerado à Corregedoria-geral do Ministério Público para conhecimento e providências julgadas pertinentes, com cópia integral ao Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) Criminal”.

Em depoimento nesta quarta-feira (17), o cabo da Polícia Militar Gerson Corrêa Júnior reafirmou a utilização das placas doadas supostamente doadas pelo MPE.

(Com informações da assessoria)

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Célia
    18 Jul 2019 às 11:41

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Marcos Paulo
    17 Jul 2019 às 21:19

    Paulo Prado eh o mais sem vergonha..Todos do MP sabem !!segura todas as denúncias contra Emanuel Pinheiro..A mulher dele eh parente da marcia Pinheiro..

Sitevip Internet