Olhar Jurídico

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Criminal

Justiça bloqueia R$ 281 mil de ex-presidente da Câmara de Cuiabá

Da Redação - Arthur Santos da Silva

04 Out 2019 - 09:58

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça bloqueia R$ 281 mil de ex-presidente da Câmara de Cuiabá
A juíza Celia Regina Vidotti, da Vara especializada em Ação Cível Pública e Ação Popular de Cuiabá, determinou a penhora de R$ 281 mil nas contas do ex-vereador Wilson Celso Teixeira, conhecido como Dentinho. Condenado por contratar servidor fantasma, o ex-parlamentar não está restituindo o que foi combinado.

Leia também 
MP investiga loteamento ilegal e venda de terrenos em bairro de Cuiabá

 
O processo formulado pelo Ministério Público (MPE) se baseou em denúncia do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral. De acordo com a sentença, à época em que era presidente da Câmara, Wilson nomeou um cargo em comissão que, de fato, nunca foi ocupado. Porém, os valores referentes aos salários deste servidor foram integralmente pagos, segundo a Justiça.

Ao todo, o prejuízo aos cofres públicos com a manutenção do servidor fantasma foi de R$ 32,7 mil. Teixeira ocupou uma cadeira na Casa de Leis entre 1996 e 2000.
 
O condenado conseguiu parcelar a dívida por duas vezes, em 24 parcelas mensais e sucessivas. Dentinho formulou novo pedido, porém, houve discordância do Ministério Público e da Prefeitura de Cuiabá.
 
“O Juiz não pode privilegiar o devedor em detrimento do direito do credor, sem amparo legal, sob pena de macular a paridade de tratamento em relação ao exercício de direitos e faculdades processuais”, afirmou a magistrada em sua decisão.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet