Olhar Jurídico

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Criminal

Feldner pede que Justiça compartilhe depoimento de Rogers Jarbas sobre ameaças

Da Redação - Arthur Santos da Silva

04 Out 2019 - 16:10

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Feldner pede que Justiça compartilhe depoimento de Rogers Jarbas sobre ameaças
A delegada Ana Cristina Feldner pediu ao juiz Jorge Tadeu, da Sétima Vara Criminal, cópia dos depoimentos prestados pelo também delegado Rogers Elizandro Jarbas em investigação que fundamentou processo por ameaças. O requerimento foi realizado na quinta-feira (3) e ainda será julgado.
 
Leia também 
Delator entrega até 30 empresas envolvidas em empréstimos investigados na Ararath


Feldner retornou em setembro às investigações da Grampolândia Pantaneira, que apura diversas ramificações de interceptações telefônicas ilegais em Mato Grosso. Junto de Feldner, investigam grampos as delegadas Luciana Batista Canaverde e Jannira Laranjeira Siqueira Campos.
 
No processo em que houve pedido para fornecimento de cópias, o Ministério Público ofereceu denúncia contra Rogers Jarbas pelo crime previsto no artigo 344 do Código Penal, que consiste em “usar de violência ou grave ameaça, com o fim de favorecer interesse próprio ou alheio, contra autoridade, parte, ou qualquer outra pessoa que funciona ou é chamada a intervir em processo judicial, policial ou administrativo, ou em juízo arbitral”. A pena prevista é de um a quatro anos de reclusão e multa.

A denúncia refere-se a um fato ocorrido no dia 28 de março do ano passado, no interior de um supermercado de Cuiabá. Na ocasião, o acusado passou a monitorar o também delegado Flávio Henrique Stringueta, na tentativa de “mapeá-lo” em dois momentos.
 
A vítima, conforme consta na denúncia, atuou como presidente dos autos de inquérito policial que culminou na Operação Esdras, que por sua vez resultou na prisão de Rogers Elizandro Jarbas. A Operação Esdras foi desencadeada para estancar suposta tentativa de atrapalhar as investigações sobre os grampos ilegais.

Segundo o Ministério Público, após as tentativas de intimidação no interior do supermercado, o denunciado ainda procurou a vítima no estacionamento provocando uma discussão, chamando-o de “safado” e instando-o a resolver as coisas de “homem pra homem”. As imagens do circuito interno, de acordo com a denúncia, demonstram que a investida do denunciado Rogers teve requinte de premeditação.

Feldner ameaçada 

O mesmo inquérito responsável por concluir que Jarbas ameaçou Stringueta foi arquivado parcialmente quanto a ameaças contra a própria Ana Cristina Feldner. A rusga ocorreu no condomínio residencial em que ambos residem. Porém, conforme divulgado, “não ressaíram, pelas investigações já realizadas, indícios da prática do crime de ameaça”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet