Olhar Jurídico

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Juíza determina fornecimento de registros de entrada na Penitenciária Central do Estado

Da Redação - Arthur Santos da Silva

09 Out 2019 - 14:54

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Juíza determina fornecimento de registros de entrada na Penitenciária Central do Estado
A juiz Ana Cristina Silva Mendes, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, determinou no dia sete de outubro que a Penitenciária Central do Estado (PCE) encaminhe registros de entrada de pessoas e objetos na unidade durante o dia 23 de maio de 2019. O despacho foi proferido em processo proveniente da Operação Assepsia, desencadeada durante o mês barrar entrada de celulares na PCE.

Leia também 
MPF recorre da decisão que suspendeu desocupação da Terra Indígena Jarudore

 
O pedido partiu do réu Paulo Cesar da Silva, vulgo Petróleo, réu e suposto integrante do Comando Vermelho. Requerimento servirá para certificação se houve encontros entre o acusado e os outros córreus.
 
No caso, ainda são réus os ex-diretores da PCE, Revétrio Franciso da Costa e Reginaldo Alves dos Santos, assim como contra Luciano Mariano da Silva, também acusado de ser membro do Comando Vermelho.
 
A Operação Assepsia apurou facilitações para entrada de aparelhos celulares na Penitenciária Central do Estado. No dia 6 de junho, foram localizados 86 aparelhos celulares, dezenas de carregadores, chips e fones de ouvido. Todo o material estava acondicionado dentro da porta de um freezer, que foi deixado na unidade para ser entregue a um dos detentos.
 
Parte do processo, contra Cleber de Souza Ferreira, Ricardo de Souza Carvalhaes de Oliveira e Denizel Moreira dos Santos Júnior, todos policiais militares, foi enviada ao juízo da Décima Primeira Vara Criminal de Cuiabá, especializada justamente em Justiça militar. A decisão que desmembrou a ação, enviado parte do processo ao juízo militar, foi estabelecido pela Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).
 
Audiências estão marcadas para ocorrer na Sétima Vara Criminal durante os dias 23 e 24 de outubro de 2019.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet