Olhar Jurídico

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Criminal

Justiça nega pedido para ouvir mais três testemunhas em processo que pode cassar Bezerra

Da Redação - Arthur Santos da Silva

10 Out 2019 - 09:17

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça nega pedido para ouvir mais três testemunhas em processo que pode cassar Bezerra
O magistrado Antônio Veloso Peleja Júnior, membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), negou pedido para oitiva de três testemunhas em processo movido pelo Ministério Público (MPE) que pode cassar o deputado federal Carlos Bezerra (MDB).

Leia também 
Ação por fraude de R$ 104 milhões contra Savi deve permanecer na Sétima Vara, defende MPE

 
O MPE alega que, no dia 2 de setembro de 2018, o prefeito de Nova Xavantina, em solenidade de entrega de títulos definitivos de propriedade junto do Incra, utilizou-se do fato para promover a então candidatura de Bezerra. Vídeos da ocasião fazem parte do processo.

Segundo o órgão ministerial, o prefeito fez uso da palavra e salientou a gratuidade do registro das matrículas dos novos imóveis rurais, rendendo homenagens a Bezerra, vinculando o seu mandato parlamentar à obtenção daqueles títulos por aquelas pessoas e pedindo expressamente voto.
 
Houve pedido para oitiva de Anísio Aparecido Mariano, Engenheiro Agrimensor responsável pela elaboração do georreferenciamento; Marcelino Ferreira da Paixão, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, acompanhou todo o processo de regularização fundiária; Gilvan Ribeiro Gomes, assentado que também acompanhou todo o processo de regularização fundiária e foi titulado.
 
O pedido para oitivas foi negado sob o argumento de que houve requerimento em fase processual errada, durante diligências complementares.

“Na fase oportuna, já era possível arrolar tais testemunhas e não se justificou o motivo por que isso não ocorreu”, afirmou o magistrado.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gladston
    11 Out 2019 às 13:50

    Demorou começarem arrancar a erva daninha do nosso pasto. Mas agora que começaram, prossigam eliminando outros velhos dinossauros enraizados que mandam e desmandam na política matogrossense atrasando o nosso estado com suas ambições desmedidas e idéias arcaicas e sem sentido!

  • MORADOR CUIABA
    11 Out 2019 às 11:23

    O que quer ainda na Política uma pessoa assim, gente do céu, que Pais é este??????????????????? Que salários são estes???????????? Mas no final quando o julgamento chegar kkkkkkkkkkkkkk quero Deus vai cobrarrrrrrrrrrrrr

  • boy
    11 Out 2019 às 09:48

    Vai ter que acionar Indiana Jones para cassar esta bezzerra.

Sitevip Internet