Olhar Jurídico

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Promotor denuncia responsável por festival de Cururu e Siriri suspeito de gerar dano ao erário

Da Redação - Arthur Santos da Silva

06 Nov 2019 - 09:38

Foto: Reprodução

Promotor denuncia responsável por festival de Cururu e Siriri suspeito de gerar dano ao erário
O promotor de Justiça Clóvis de Almeida Junior, do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), denunciou no dia 5 de novembro a Federação Mato-grossense das Associações e Grupos de Cururu e Siriri e a ex-presidente Terezinha Valéria da Silva. Há suspeita de fraude em execução de convênio datado de 2014 no valor de R$ 250 mil.
 
Leia também 
Petição não garante Podemos como assistente de Selma, explica ministro


O referido convênio foi firmado entre a então Secretaria de Cultura e Lazer do Estado de Mato Grosso e a Federação Mato-grossense das Associações e Grupos de Cururu e Siriri para a organização do 12º Festival de Cururu e Siriri de Mato Grosso, com o tema Cururu e Siriri Além das Fronteiras.
 
Segundo o MPE, o evento foi realizado, no entanto, a prestação de contas não foi efetivada a contento, razão pela qual a Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso apontou a existência de dano ao erário.
 
Com base em análise Técnica do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, o promotor de Justiça afirma que que o dano final apurado em relação ao erário estadual deve ser fixado em R$ 83 mil.
 
No mérito, o MPE pede que as partes sejam condenadas ao ressarcimento dos danos causados ao erário, devidamente corrigidos.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet