Olhar Jurídico

Domingo, 19 de janeiro de 2020

Notícias / Criminal

Despacho revela empresário como novo delator na Operação Arqueiro

Da Redação - Arthur Santos da Silva

22 Nov 2019 - 10:15

Foto: Reprodução

Roseli Barbosa, ex-primeira-dama de Mato Grosso

Roseli Barbosa, ex-primeira-dama de Mato Grosso

Despacho do juiz Jorge Tadeu, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, revelou na quinta-feira (21) mais uma delação premiada até então desconhecida na Operação Arqueiro/ Ouro de Tolo. O empresário Francisco Carlos de Pinho, da HF Comércio de Produto Descartável e Limpeza Ltda, é mais um colaborador.

Leia também 
Gráfica usada por Roseli para supostos desvios foi citada em delação que culminou em investigação sobre rombo de 40 mi na AL

 
Francisco Carlos de Pinho se junta aos delatores Sivaldo Antônio da Silva, Silvio Cezar Correa Araújo (ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa), Roseli de Fátima Meira Barbosa (ex-primeira-dama de Mato Grosso), e Paulo Cesar Lemes. O conteúdo da delação de Francisco ainda não se tornou público.
 
A Operação Arqueiro investigou um esquema de fraudes em convênios na Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social de Mato Grosso (Setas) até o ano de 2014, durante gestão da ex-primeira-dama Roseli Barbosa.
 
A ação penal foi proposta pelo Ministério Público contra de Roseli Barbosa, Rodrigo de Marchi, Vanessa Rosin Figueiredo, Jean Estevan Campos Oliveira, Silvio Cezar Correa de Araújo, Lidio Moreira dos Santos, Luiz Antônio Medrado de Queiroz, Willian Luiz da Silva, Murilo César Leite Gattass Orro e Ricardo José Marques dos Reis.
 
Ainda são acionados Adilson Vilarindo de Almeida, Rosana Gularte dos Santos, Idevan Pietro Gomes Luzardo Pizza, Jesus Onofre da Silva, Paulo Vitor Borges Portela, Nilson da Costa e Faria, Edvaldo de Paiva, Sivaldo Antônio da Silva e Valentina De Fátima Dragoni.

No despacho que revelou Francisco na condição de delator, Jorge Tadeu comunica das defesas para retirem cópias de todas as delações premiadas. A próxima audiência no processo está marcada para ocorrer no dia 27 de novembro. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet