Olhar Jurídico

Terça-feira, 31 de março de 2020

Notícias / Criminal

Militares se tornam réus por tiro em rosto de mulher que estava com o namorado

Da Redação - Arthur Santos da Silva

27 Fev 2020 - 10:40

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Militares se tornam réus por tiro em rosto de mulher que estava com o namorado
A juíza Emanuelle Chiaradia Navarro Mano, da Primeira Vara Criminal de Sorriso, recebeu denúncia e tornou réus os policiais militares Weberth Batista Ribeiro e Ezio Souza Dias, acusados de tentativa de homicídio contra uma mulher que estava com o namorado em um ponto de ônibus. A vítima foi atingida por tiro no rosto. Decisão é do dia 12 de fevereiro.

Leia também 
Justiça realiza primeira audiência de caso de madrasta acusada de matar enteada envenenada

 
“Estando a denúncia conforme com os critérios do art. 41, CPP; inexistindo, por ora, causas excludentes da ilicitude e/ou da culpabilidade, salvo melhor instrução; havendo probabilidade da materialidade e da autoria, salvo, também, melhor instrução, recebo-a integralmente”, decidiu a magistrada.
 
Na mesma decisão, Emanuelle Chiaradia negou pedido para realização de perícia médica na vítima da ação criminosa. Conforme informado, já foi juntado nos autos prontuário médico e tomografia computadorizada.
 
No âmbito criminal, os policiais vão responder pelos crimes de tentativa de homicídio praticado por motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e com a utilização de meio cruel.

Consta na denúncia criminal, que na data dos fatos, a Polícia Militar local recebeu diversas ligações anônimas relatando que os denunciados estariam no estabelecimento comercial denominado “Bar do Careca”, agredindo pessoas e efetivando disparos de arma de fogo. De acordo com relatos dos policiais ouvidos durante o inquérito, as denúncias anônimas afirmavam também que os dois haviam atirado contra uma mulher.

“As imagens do circuito interno de segurança obtidas pela Polícia Civil indicam que os increpados se aproximaram das vítimas, que estavam sentadas, bem como encostadas numa parede, literalmente encurraladas, dificultando suas defesas, quando desfecharam o primeiro disparo de arma de fogo em direção a elas, simplesmente por que estavam em seu caminho”, diz um trecho da denúncia do MPMT.

Após efetuarem o primeiro disparo, conforme o MPMT, os denunciados passaram a agredir fisicamente as vítimas com tapas e socos. Segundos depois, o policial Ezio Souza Dias retorna empunhando a arma de fogo e mirando em direção às vítimas, enquanto o outro dá sequência à sessão de tapas e soco, quando é possível perceber a ocorrência de mais um disparo contra o casal.

“Posteriormente, para concluir o intento homicida, Ézio se aproxima ainda mais das vítimas com o instrumento bélico apontado para elas, visando abatê-las, quando então Elizangela suplica, dizendo: “Pelo amor de Deus, não dispara”. Contudo, o increpado desfecha mais um tiro na direção de ambos, logrando êxito em atingir o rosto de Elizangela, que cai ferida ao solo, sangrando muito”, diz a denúncia.

De acordo com os laudos anexados ao processo, o tiro atingiu a face da vítima, causando ferimentos gravíssimos.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jean Leite
    29 Fev 2020 às 16:18

    Infelizmente eu garanto a vocês que esses merdas de polícias vão vestir suas fardas e vão atirar na cara de muita gente ainda. Infelizmente...

  • Professor Zé Tadeu -língua portuguesa na veia
    28 Fev 2020 às 21:26

    Pedro e Julio não se escreve: "iguinorante" e sim: ignorante, Deus me livre ser inteligente igual a você, que não conhece a ortografia pátria, kkkkk

  • Pedro e Júlio
    28 Fev 2020 às 12:37

    Vocês deveriam limpar um lote de 10 quilômetros ! Vai ser iguinorante assim no quinquaré do Judas! Tudo para vocês e Bolsonaro! Dorme com Lula abraça Gleice beija Jandira e falam mal de uma pessoa que nunca fez nada de ruim para nosso país! Vão trabalhar tenho certeza que são dois desocupados rancoros! Quanto aos policiais erraram que assumam sua responsabilidade!!!

  • juca do cpa
    27 Fev 2020 às 14:13

    porcos fardados,

  • Mary
    27 Fev 2020 às 13:55

    Sr.PEDRO me desculpe mais ,o BOLSONARO não tem nada a haver com os acontecimentos com arma de fogo etc.. isso chama-se final dos tempos .

  • Sulamerico Dias
    27 Fev 2020 às 13:24

    Este é o pior crime que a polícia pode cometer: atentar contra a vida de trabalhadores, pessoas que eles deveriam proteger Ao meu ver estes não dignos de fazerem parte das fileiras da PM.

  • Júlio Nobres
    27 Fev 2020 às 13:20

    Recentemente o Presidente Bôzo concedeu perdão a todos militares que foram sentenciados, sem qualquer critério, ele está indo bem, além disso ele aumentou o salário da alta cúpula da polícia federal que já tinha um excelente salário, deu iniciativa a PEC para que militares pudessem acumular cargo de militar com o de professor, e para os pobres? A reforma da previdência, é ruim ou quer mais?

  • Pedro
    27 Fev 2020 às 12:02

    Falei no caso do sargento, que, policiais estavam atirando a toa nas pessoas, teve um monte de Bozominios que se ofenderam, me chamaram de esquerdista, sendo que nem de esquerda sou. Esse acontecido entre muitos outros comprova o que eu disse, depois de Bolssonaro o Brasil virou uma praça de guerra, ninguém tolera mais miguem!!! Vamos acabar em uma guerra civil ou golpe de Estado!!!

Sitevip Internet