Olhar Jurídico

Sábado, 04 de abril de 2020

Notícias / Geral

Tribunal de Justiça aprova RGA de 4,48% aos servidores do Judiciário

Da Redação - Arthur Santos da Silva

27 Fev 2020 - 16:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Tribunal de Justiça aprova RGA de 4,48% aos servidores do Judiciário
O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) aprovou nesta quinta-feira (27) a Revisão Geral Anual (RGA) de 4,48% aos servidores do Poder Judiciário. Decisão foi estabelecida de forma unânime.
 
Leia também 
Pleno do TJMT concede aposentadoria ao desembargador Alberto Ferreira


Segundo informado pela assessoria de imprensa do Poder Judiciário, a legislação sobre a revisão será enviada aos deputados da Assembleia Legislativa (ALMT). Se aprovada na Casa de Leis, passará ao gabinete do governador Mauro Mendes (DEM).
 
Ainda nesta quinta, o Pleno votou pela criação de nove vagas para o cargo de desembargador. Votação pela abertura se deu de forma unânime, mas dois magistrados foram vencidos pela maioria quanto ao número de vagas. Prevaleceu o posicionamento pela abertura de noves novos postos.
 
O plenário do Tribunal também concedeu nesta quinta-feira aposentadoria ao desembargador Alberto Ferreira. A desvinculação do magistrado será datada do dia quatro de março.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Francisco
    28 Fev 2020 às 10:33

    O pessoal da Justiça não deveriam ser os primeiros a fazer Justiça ? Kd a RGA do pessoal do executivo ? acaso estamos falando de outro Planeta ? Não, não - não há nenhum interesse pela Justiça, embora a sociedade lhes pague e caro por isso.

  • moacir
    28 Fev 2020 às 10:22

    Parabéns ao TJ por nunca deixar seus servidores sem esse direito. Triste é ver a mesma corte julgando improcedente os pedidos do executivo, pedidos que cumpram seus direitos e garantias. Para o TJ e outros poderes, tudo. Para servidores do executivo, o Estado está "quebrado".

  • Angelo Falcão de Figueiredo
    28 Fev 2020 às 09:52

    Afinal, essa tal de RGA nào deve ser de igual valor para todo funcionalismo Estadual?

  • Angelo Falcão de Figueiredo
    28 Fev 2020 às 09:52

    Afinal, essa tal de RGA nào deve ser de igual valor para todo funcionalismo Estadual?

  • Pedro
    28 Fev 2020 às 09:50

    O povo sucumbindo p pagar tributos e servidor público tendo aumento de salário!! Meu deus onde vamos parar!!! depois acham ruim o que o Paulo Guedes falou!!!!

  • marcus
    28 Fev 2020 às 09:30

    Poder judiciário outro mundo.......parece ate que tem fabrica de dinheiro.....SQN.......se nao fosse o executivo pagar..

  • To the supporter
    28 Fev 2020 às 08:15

    Cadê o RGA de 2019 e de 2020 do executivo???Aguardemos os próximos episódios!!!

  • isis
    28 Fev 2020 às 07:42

    Todo ano a mesma ladainha desse povo que trabalha no executivo, não aprendem que cada poder constituído tem seu próprio duodécimo e fazem os deveres de casa, e também não aprendem que o governador tem que apadrinhar deus e o mundo para pagar promessas de campanha, ai não há dinheiro que aguente meus caros , SÓ LAMENTO ! ALEM DO MAIS ATÉ ONDE SE SABE QUEM RECEBEU A BENDITA RGA ANO PASSADO FOI SOMENTE O MP E ASSEMBLÉIA .

  • José Inocêncio
    28 Fev 2020 às 07:30

    Jogo de cartas marcadas ... suplementação do duodécimo tá ok, RGA tá ok, negativa de RGA para os servidores demais Poderes tá ok, crise financeira do Estado tá ok, o que falta mais pra o Executivo jogar com o Judiciário ???

  • Talles Ricardo da Silva Vieira
    28 Fev 2020 às 05:49

    Mais uma vez a educação é explicitamente excluída, o rga da educação e troco de balinha ,que vergonha !

Sitevip Internet