Olhar Jurídico

Terça-feira, 14 de julho de 2020

Notícias / Geral

"Temo mais um cabo e um soldado de uma milícia do RJ", diz Gilmar Mendes sobre ataques ao STF

Da Redação - Vinicius Mendes

06 Jun 2020 - 15:14

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que não teme um golpe militar ou fechamento do STF pelas Forças Armadas. Em protestos em defesa do presidente Jair Bolsonaro são recorrentes os ataques à Corte Suprema e a alusão ao AI-5. Mendes disse que teme mais "um cabo e um soldado de milícia do Rio de Janeiro", do que um golpe militar no país.

Leia mais:
Governo planeja monitoramento em municípios e pode intervir, caso prefeituras não sigam recomendações

No ano de 2018, ainda antes da eleição de Jair Bolsonaro, o filho do então candidato havia aparecido em um vídeo dizendo que bastaria um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF). 

Desde o início do Governo Bolsonaro têm sido comuns as críticas de seus apoiadores ao STF. Em protestos recentes os apoiadores do presidente, inclusive, defenderam o AI-5, que foi responsável, durante a ditadura militar, pelo fechamento do Congresso Nacional e suspendeu o direito do cidadão de recorrer ao Poder Judiciário quando tivesse seus direitos violados. Durante esta época três ministros do STF foram obrigados a se aposentar.

O ministro Gilmar Mendes, no entanto, não acredita que as Forças Armadas permitiriam um novo golpe. 

"Na verdade isto é uma imputação injuriosa às Forças Armadas, a ideia de que elas podem se prestar a um golpe militar, a uma quebra da institucionalidade, acho isso absolutamente impróprio [...] eu temo mais um cabo e um soldado de uma milícia do Rio de Janeiro, mas para isso nós temos remédio".

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo
    08 Jun 2020 às 12:09

    Os gados estão furiosos nos comentários abaixo.

  • Galdencio
    07 Jun 2020 às 11:31

    Cabuloso foi o dialogo dessa figura com o ex governador de MT Silval

  • Galdencio
    07 Jun 2020 às 11:28

    Foro de São Paulo FSP, criado em 1990 por Fidel Castro, Hugo Chaves e Lula era uma estratégia de espalhar regimes totalitários na América Latina, congregava partidos de esquerda, movimentos terroristas e representantes do Narcotráfico. Dava as cartas no governo petista. Plano Nacional de Diretos Humanos PNDH em 1990 com que Lula quis fulminar o Brasil, um juiz não poderia devolver a quem de direito um imóvel invadido sem, antes, consultar os “movimentos sociais”. Era a sovietização do Brasil! Totalitarismo! Decreto 8243/2014, versão repaginada do PNHD que Dilma tentou emplacar, entre inúmeros proposito era o de amordaçar a mídia. Em 2016 Dilma em conluio com o líder sindical Aristides Santos incitou o famigerado MST a invadir propriedades, casas, fazendas, enfrentar com violência a quem fosse oposição ao governo. O governo petista sempre teve o claro objetivo de implantar um “sistema de poder totalitário” inclusive com a intromissão internacional do FSP. Entre tantas atrocidades nunca o famigerado STF se pronunciou. Um ministro do STF deve ter recato, discrição e distanciamento das questões eminentemente políticas. Num manifesto “privado” constelando com o que há de pior no País, sem qualquer base fática colar a imagem de nazista num governo que tem, sim, muitos defeitos, mas q

  • Carlos Nunes
    07 Jun 2020 às 09:26

    Pois é, na Reforma do Judiciário cargo de Ministro do Supremo só poderá ser preenchido Ou por Concurso Público Ou por Votação Popular...e o mandato só de 8 anos, igual ao de Senador. Se Senador que o cargo mais importante da república, depois do presidente, só fica 8 anos no cargo....POR QUE Ministro do Supremo, que nem é eleito pelo povo, quando entra, fica até completar 75 anos. Quase vitalício...Deve ficar só 8 anos, prestar serviço à Nação, e depois dar a vaga pra outro. Essa renovação vai melhorar a Justiça...

  • Carlos Nunes
    07 Jun 2020 às 09:20

    Ih! O que tio Gilmar devia temer é o fato do POVO BRASILEIRO não acreditar na Justiça faz tempo...e ele até agora não viu isso? Numa Democracia todo Poder (Executivo, Legislativo e Judiciario) EMANA do POVO e EM SEU NOME é exercido. Aí, outro dia, tio Datena passou quase 1 semana narrando o fato de um brasileiro POBRE que furtou 1 peça de bacalhau e ficou 2 ANOS PRESO...aí, a gente vê OS PODEROSOS, com banca de advogados, e uma linguagem jurídica que poucos entendem, só o Supremo, escaparem da Lei. Pro POBRE que furtou 1 peça de bacalhau, os rigores da Lei...pros PODEROSOS as brechas da Lei. Também POBRE nunca vai chegar no Supremo...não passa da Primeira Instância e olhe lá. A pergunta que não quer calar é...quando é que o POVO BRASILEIRO vai acordar pra isso...de que faz tempo existem 2 Justiças no país> a dos Pobres e a dos Poderosos, uai. Cadê o Congresso Nacional que faz as Leis, pra fazer a Reforma do Judiciário de A a Z? Cadê o deputado federal, o senador, corajoso, pra começar a discutir isso com o POVO BRASILEIRO?

  • Mario
    06 Jun 2020 às 20:58

    Já passou da hora do ministro Gilmar Mendes sofrer um impeachment e sair o STF para o bem do Brasil. Senador Davi Alcolumbre deveria desarquivar os vários pedidos de abertura de processo de impeachment contra o Ministro Gilmar Mendes, Dias Tofolli, Celso de Mello etc.

  • Marcos justos
    06 Jun 2020 às 19:54

    O Brasil precisa de um STF de exceção?? Brasil precisa desses trastes que foram colocados lá pela Esquerda? Não, não precisamos dessas marionetes! Não é milícia, não é Bolsonaro, É O POVO BRASILEIRO QUE NÃO QUER MAIS ESSE STF CORRUPTO, STF QUE ESTÁ A SERVIÇO DA ESQUEDA!

  • Alberto
    06 Jun 2020 às 19:17

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ZEE
    06 Jun 2020 às 18:52

    Interessante as palavras do ministro, não deixa de ser uma acusação a essas milícias do RJ que se proliferam em todos esse estado do RJ por conta da ausência do Estado presente e diversas regiões do RJ. A única forma de temermos essa milícias seriam a elaboração de leis duríssimas como foram na Itália p combater certa organização

  • Jose
    06 Jun 2020 às 18:44

    Ehhh so que voce é um dos caras mais odiado pela População brasileira..

Sitevip Internet