Olhar Jurídico

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Civil

Juiz acata pedido de Maggi e bloqueia fração de imóvel avaliada em R$ 26 milhões

Da Redação - Arthur Santos da Silva

14 Ago 2020 - 17:05

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Juiz acata pedido de Maggi e bloqueia fração de imóvel avaliada em R$ 26 milhões
O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, acatou pedido do ex-governador e ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi, decretando bloqueio sobre fração de imóvel avaliada em R$ 26 milhões e oferecida para bloqueio no seio de ação que julga improbidade. Decisão é desta sexta-feira (14).

Leia também 
Juíza pede autorização para destinar dinheiro de Permínio e Alan Malouf a novo sistema na PJC
 
                         

Inicialmente o magistrado pediu que o ex-governador esclarecesse qual era a sua cota no imóvel. Havia o entendimento de que todo o bem tivesse avaliação estabelecida em R$ 26 milhões. Porém, após manifestação, foi esclarecido que apenas a fração pertencente a Maggi é avaliada em R$ 26 milhões.
 
O oferecimento do imóvel ocorreu após o ex-ministro reclamar sobre excesso de indisponibilidade de bens na ação que julga possível compra de vaga no Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT).

Segundo o político, que é alvo de decisão de bloqueio no montante de R$ 4 milhões, apenas sua parte no imóvel, com avaliação estabelecida em R$ 26 milhões, seria suficiente para cumprir a decisão judicial.
 
Ocorre que houve também imposição de restrição sobre R$ 403 mil em contas bancárias, três veículos e mais sete imóveis. Apresentado as informações, a defesa do ex-governador requereu que todos os demais bens de sua propriedade sejam liberados do bloqueio.
 
Com a nova decisão de Bruno D’Oliveira, os outros bens serão desbloqueados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet