Olhar Jurídico

Segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Notícias / Eleitoral

PF faz levantamento de contratos da gestão Taques para embasar inquérito sobre suposto caixa 2

Da Redação - Arthur Santos da Silva

01 Out 2020 - 14:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

PF faz levantamento de contratos da gestão Taques para embasar inquérito sobre suposto caixa 2
Delegado da Polícia Federal (PF) identificado como André Monteiro da Silva determinou levantamentos acerca dos contratos firmando entre a empresa HL Construtora e o Governo de Mato Grosso durante a gestão Pedro Taques (SD).

Leia também 
Carlos Alberto afirma que emenda obedeceu rito e pede que possibilidade de reeleição seja mantida
 

Requerimento, datado do dia 16 de setembro, foi realizado em inquérito sobre suposto crime de caixa 2 ocorrido durante campanha de 2014, em que Taques foi eleito governador de Mato Grosso.
 
Inquérito Policial foi instaurado com base no acordo de colaboração premiada firmado pelo empresário Alan Malouf. Delator relatou supostas doações para a campanha eleitoral de Pedro Taques, no ano de 2014, não registradas oficialmente (caixa 2), por parte da empresa HL Construtora, no montante de R$ 500 mil.
 
Além de requisitar o levantamento acerca dos contratos, o que poderia comprovar uma compensação pelas supostas doações não declaradas, a Polícia federal solicitou ainda o aumento de prazo visando a continuidade e conclusão da investigação. Requerimento aguarda decisão na 51ª Zona Eleitoral de Cuiabá.
 
André Monteiro da Silva comunicou ainda que estão suspensas as oitivas não consideradas urgentes e prioritárias em consequência da pandemia do novo coronavírus. Pascoal Santullo Neto, apontado como articulador e Helmut Maaz Filho, proprietário da empresa, aguardam nova designação para oitiva.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet