Olhar Jurídico

Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Notícias / Criminal

Produtor rural que agrediu jovem em resort é alvo do MP na Justiça e já responde a inquérito policial

Da Redação - Vinicius Mendes

24 Jan 2021 - 15:21

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto / Reprodução

Produtor rural que agrediu jovem em resort é alvo do MP na Justiça e já responde a inquérito policial
O produtor rural Nédio Risieri Germiniani, acusado de agredir uma jovem de 21 anos na noite de sexta-feira (22) em um resort na região do lago do Manso, responde a diversos processos na Justiça. Além de mais de 10 ações trabalhistas, ele também responde a um inquérito policial, foi réu em um processo de violência doméstica e é réu em uma ação do Ministério Público que tramita na Comarca de Lucas do Rio Verde.

Leia mais:
Homem que agrediu jovem em resort é produtor rural; vítima relata medo de morte

De acordo com o Jusbrasil, o nome de Nédio Germiniani aparece em mais de 50 processos. No entanto, em nem todos eles ele figura como réu. Há mais de 10 processos trabalhistas movidos contra o produtor rural tramitando na Justiça do Trabalho e também no Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Nédio é alvo de um processo na Justiça Federal movido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), referente a dano ambiental. Além disso, o produtor rural é alvo de um inquérito policial que tramita na 2ª Vara Criminal de Sorriso, e é réu em uma ação do Ministério Público.

O suspeito também figurou como réu em um processo sobre agressão física no âmbito doméstico, que tramita no TJMT. O processo é do ano de 2011 e tem como vítima uma mulher identificada como G.C.C.M.

O caso

De acordo com informações da Polícia Civil as prisões ocorreram por volta das 6h34 de ontem (23). As agressões teriam ocorrido na noite do dia anterior. Em um vídeo registrado por uma hóspede do local é possível ouvir os gritos da vítima. A testemunha diz que chamou a polícia, mas ninguém aparecia. Também é possível ver a sombra do homem partindo para cima da vítima.

Foram conduzidos pela Polícia Militar até a Delegacia de Chapada dos Guimarães o suspeito e a filha dele, que teria tentado impedir o trabalho dos militares. A vítima e outras testemunhas foram ouvidas pelo delegado plantonista.

Após depoimentos, o suspeito foi autuado em flagrante pela Lei Maria da Penha (Art. 24-A da Lei N° 11.340/2006). A filha do suspeito conduzida pelos militares foi liberada mediante termo de compromisso e comparecimento por determinação da autoridade policial.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet