Olhar Jurídico

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Civil

improbidade administrativa

Ex-deputado processado por mensalinho pede desbloqueio de dois imóveis

Da Redação - Arthur Santos da Silva

25 Fev 2021 - 09:34

Foto: Reprodução

Ex-deputado processado por mensalinho pede desbloqueio de dois imóveis
O ex-deputado estadual Carlos Antônio Azambuja requereu a liberação de dois imóveis retidos em ação por ato de improbidade administrativa. Informação consta no Diário de Justiça desta quinta-feira (25). Azambuja alega que há excesso.

Leia também 
Ex-esposa de delator tenta desbloquear imóvel após comprovar divórcio; liminar negada

 
A juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, alertou que Azambuja  “não  demonstrou  quais  outros  bens estariam indisponibilizados, tampouco seus valores, e as avaliações juntadas são  particulares  e  unilaterais”.
 
“Para que possa  ser  analisado  o  alegado excesso  de  constrição, é  imprescindível  que  sejam  juntados  documentos oficiais, onde tenha sido apurado ou declarado o valor dos bens, como o valor venal para apuração  do IPTU  ou declaração de  bens a  Receita Federal ou, ainda, que os  imóveis sejam  objeto  de avaliação  judicial”, salientou. Prazo de 15 dias foi estabelecido para que os documentos sejam anexados.
 
Processo sigiloso em que houve bloqueio tem valor de causa estabelecido em R$5,4 milhões e foi ajuizada pelo Ministério Público em face, além de Azambuja, de Pedro Jamil Nadaf, Silval Barbosa,  Valdisio Juliano Viriato, Maurício Souza Guimarães e Silvio Cezar Correia Araújo. 
 
Conforme apurado, ação julga suposto pagamento de mensalinho na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (MPE). O fato consta em delação premiada do ex-governador Silval Barbosa.
 
Azambuja está entre os parlamentares gravados na delação do ex-chefe do Executivo Estadual. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet