Olhar Jurídico

Quarta-feira, 16 de junho de 2021

Notícias / Criminal

Alan Malouf

MP deve se manifestar sobre empresa para leiloar apartamento de R$ 2,3 milhões entregue em delação

Da Redação - Arthur Santos da Silva

26 Abr 2021 - 11:10

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

MP deve se manifestar sobre empresa para leiloar apartamento de R$ 2,3 milhões entregue em delação
A juíza Ana Cristina Mendes, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, pediu manifestação do Ministério Público (MPE) para saber se há objeção sobre indicação da empresa Estância Bahia Leilões para realização do leilão de apartamento entregue em delação pelo empresário Alan Malouf. O Imóvel, localizado no Condomínio Forest Hill, na Rodovia Emanuel Pinheiro, bairro Ubirajara, tem avaliação estipulada em R$ 2,3 milhões.

Leia também 
STF mantém prazo para Anvisa decidir sobre importação de vacina comprada por MT

 
Indicação da Estância Bahia Leilões foi feita pelo escritório I.Judice Instituto de Auditoria e Administração Judicial, indicado pelo juízo para gerir apartamento entregue em delação pelo empresário Alan Malouf.
 
Segundo os autos, o escritório é representado pelos sócios Flaviano Kleber Taques Figueiredo e Aleandra Francisca de Souza. Eles são responsáveis pela administração do imóvel, devendo proceder a conservação, manutenção e indicação do leiloeiro oficial.
 
O empresário Alan Malouf se comprometeu em termo de colaboração a pagar R$ 5,5 milhões como parte do seu acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Exatos R$ 4 milhões são referentes a multas. Restante, R$ 1,5 milhão, será pago como indenização por danos morais pelos crimes cometidos. Do total que Alan Malouf irá pagar aos cofres públicos, R$ 3,3 milhões serão quitados via imóveis de propriedade do delator.
 
Ainda segundo os autos, foram fixados em 5% os honorários do administrador judicial e da leiloeiro.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet