Olhar Jurídico

Terça-feira, 03 de agosto de 2021

Notícias / Criminal

decisão da Justiça

Membro da delegação do Uruguai detido por assédio deve pagar US$ 1 mil para ganhar liberdade

Da Redação - Arthur Santos da Silva

21 Jun 2021 - 17:40

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Marco Faleiros da Silva

Marco Faleiros da Silva

Integrante da comissão técnica do Uruguai, Harold Ferreira Roldos, detido no domingo (20) sob acusação de assediar sexualmente e importunar no hotel Deville, em Cuiabá, deve ser solto após decisão do juiz Marcos Faleiros da Silva, da 11º vara criminal de Cuiabá. O acusado precisa pagar fiança estipulada em US$ 1 mil. Ele está proibido de se aproximar da vítima.

Leia também 
Membro da delegação do Uruguai é detido acusado de assediar sexualmente mulher em hotel de Cuiabá

 
O suspeito, que faz parte da delação que disputa a Copa América, teria tentado beijar a vítima e ainda ofereceu US$ 20 para que tivessem algum tipo de relação. Ele negou a acusação e disse que ambos apenas conversaram sobre a família.

Conforme apurado pelo Olhar Jurídico, Harold Ferreira passou a segunda-feira (21) em uma cela no fórum de Cuiabá. Após parar a fiança, ele está liberado para retornar ao seu país. Informações foram informadas pela assessoria de imprensa do Judiciário.
 
Segundo as informações apuradas pelo Olhar Direto, a mulher relatou à polícia que foi contratada como segurança do hotel pela Conmebol. Por volta das 22h, ela estava no segundo andar, quando foi abordada pelo membro da delegação do Uruguai. 

Logo depois de cumprimentar a vítima, o homem passou a assediá-la sexualmente, questionando que horas ela saia do trabalho e quanto ganhava. Depois, pediu um beijo e colocou uma nota de US$ 10 em seu bolso. Diante de nova recusa da mulher, o uruguaio adicionou mais uma nota de mesmo valor.
 
Seguranças do hotel acompanharam a situação pelas câmeras de monitoramento e, quando o suspeito pegou no braço da mulher, interviram. 

Os seguranças foram até o quarto do membro da deleção, que negou as acusações. O homem pontuou que ambos estavam conversando sobre família, inclusive usando o celular para traduzir o diálogo. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet