Olhar Jurídico

Segunda-feira, 26 de julho de 2021

Notícias / Criminal

líder do CV

Sandro Louco diz que PCE está ignorando lista de comorbidades e pede imediata vacinação

Da Redação

23 Jun 2021 - 11:15

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Sandro Louco diz que PCE está ignorando lista de comorbidades e pede imediata vacinação
Sandro Silva Rabelo, conhecido como Sandro Louco, considerado líder do Comando Vermelho em Mato Grosso (CV-MT), impetrou mandado de segurança para garantir vacinação contra a covid-19. Ele está recolhido na Penitenciária Central do Estado (PCE). Se respeitado o plano nacional de vacinação, o reeducando já deveria ter sido vacinado. 

Leia também
Secretário é arrolado como testemunha em ação sobre fraude na trincheira Mário Andreazza

 
Segundo informações dos autos, o atual diretor da Penitenciária Central do Estado está ignorando comorbidades e a idade de 54 anos de Sandro Louco.
 
Conforme informado pela defesa de Sandro, “o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a COVID-­19 observasse que o Ministério da Saúde deixou claro o critério etário (acima de 60 anos) como fator principal para a Campanha Nacional de Vacinação contra a COVID-19, bem como ordenou os grupos prioritários (pessoas com comorbidades segundo as faixas de idade de 50 a 54 anos, 45 a 49 anos, 40 a 44 anos, 30 a 39 anos e 18 a 29 anos)”.
 
Ao não vacinar reeducandos com comorbidades, o estado estaria, segundo os autos, “relegando as pessoas privadas de liberdade a uma segunda categoria de cidadãos, como se fossem uma classe subalterna de seres humanos, o que é inadmissível em um Estado Democrático de Direito”.
 
Há pedido liminar para que Sandro Louco seja imediatamente vacinado. Ação é do dia 22 de junho. Processo foi inicialmente distribuído ao juízo da Sétima Vara Criminal de Cuiabá e aguarda julgamento.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet