Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Notícias | Eleitoral

Abuso de poder

TRE julga improcedente ação eleitoral envolvendo senador Carlos Fávaro

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

TRE julga improcedente ação eleitoral envolvendo senador Carlos Fávaro
O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou improcedente Ação  de  Investigação  Judicial  Eleitoral  promovida pela coligação “Agora é a Vez do Povo” em  face  do senador Carlos  Fávaro (PSD). Decisão é desta quinta-feira (24).

Leia também 
TJ suspende lei que estabeleceu verba indenizatória de R$ 18 mil na Câmara de Cuiabá

 
O mesmo processo acionava ainda Margareth  Gettert  Busetti, José  Esteves  de  Lacerda Filho, candidatos  a suplentes nas Eleições  Suplementares  2020, e Mauro Mendes (DEM), governador do Estado de Mato Grosso.
 
Os nomes eram acionados pela suposta prática de conduta vedada e abuso de poder político ou de autoridade. Acusação afirmava que o governador Mauro Mendes, durante o período eleitoral de  2020,  utilizou-se  da  máquina  pública  para  promover  o  seu  candidato  ao  senado  Federal,  Carlos  Fávaro, mais especificamente por meio de publicidade institucional.
 
Segundo acusação, o Chefe do Executivo Estadual decidiu promover uma campanha publicitária ostensiva com o pretexto de lançar programa estadual de execução de obras denominado Programa Mais MT. O governador seria o principal apoiador do candidato Fávaro, sendo verdadeiro protagonista na propaganda.
 
O julgamento, de forma unânime, seguiu parecer do Ministério Público e decidiu pela improcedência da ação.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet