Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias / Criminal

Nova Bandeirantes

Justiça converte em preventiva prisão em flagrante de suspeito de roubo na modalidade novo cangaço

Da Redação - Arthur Santos da Silva

12 Jul 2021 - 09:55

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça converte em preventiva prisão em flagrante de suspeito de roubo na modalidade novo cangaço
O juiz Tibério de Lucena Batista converteu em prisão preventiva a detenção em flagrante imposta em face do suspeito de assaltar duas agências bancárias da cidade de Nova Bandeirantes (1.026 quilômetros de Cuiabá), na modalidade "Novo Cangaço", Salvador Santos Portela, 50 anos. Decisão foi proferida no domingo (11).

Leia também 
Quinto preso por roubo do 'Novo Cangaço' teria sequestrado vítima e a mantido em cárcere por 23 dias

 
“Nota-se, pelo modo de proceder na execução do crime, que a liberdade de Salvador Santos Portela que, através de sua conduta visualiza-se participação direta em associação criminosa vinculada à prática de roubo, é sério risco à ordem pública, uma vez há fundado receio de que solto torne a delinquir, situação essa que demonstra que a decretação da sua prisão preventiva é medida que se impõe, uma vez que a aplicação de medidas cautelares diversas da prisão não se mostram suficientes e proporcionais às condutas praticadas”, salientou o juiz.
 
Ainda segundo o magistrado, a colocação do suspeito em liberdade serviria de estímulo à reiteração de práticas criminosas, bem como fomentaria a crença na impunidade. “Entendo que no caso em tela nenhuma medida cautelar, que não a prisão preventiva, seria viável de aplicação diante da conduta praticada e da natureza gravíssima deste delito”.
 
Um vídeo flagrou o momento que Salvador entrou no estabelecimento comercial e logo depois, conforme as imagens, foi abordado. Os policiais fizeram uma série de perguntas para saber se ele estaria escondido na mata e teria ido até a mercearia comprar algo para se alimentar. Na ocasião, Salvador confessou a participação no roubo e levou os policiais até seu esconderijo na mata. Com ele foram encontradas duas espingardas, munições, coletes balísticos, joias e a quantia de R$ 50.407,60.
 
Roubo às agências do Sicredi e Sicoob aconteceu no dia 4 de junho. Na porta do banco, grupo de criminosos deixou reféns sem camisa e com as mãos para cima, enquanto faziam o recolhimento do dinheiro. Para assustar e evitar a chegada dos policiais, eles dispararam vários tiros em frente à praça pública.  
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet