Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias / Criminal

​LEGÍTIMA DEFESA

Mulher acusada de atear fogo e matar marido é absolvida pelo Tribunal do Júri

Da Redação - Vinicius Mendes

22 Jul 2021 - 09:38

Foto: Reprodução

Mulher acusada de atear fogo e matar marido é absolvida pelo Tribunal do Júri
O Tribunal do Júri da Comarca de Juína (a 734 km de Cuiabá) decidiu, na última terça-feira (20), absolver Josiane Lima dos Santos, que foi acusada de matar Oséias Vicente, 60 anos, após um desentendimento, em junho de 2019. A vítima ficou nove dias internada, antes de morrer, após ter seu corpo queimado.
 
Leia mais:
Acusada de atear fogo e matar marido após desentendimento é presa
 
O crime ocorreu em junho de 2019, mas Josiane só foi presa em setembro daquele ano, após ser indiciada por atear fogo em Oséias. De acordo com as investigações, após se desentenderem, Josiane pegou uma garrafa com combustível e jogou na vítima, ateando fogo logo em seguida. Testemunhas presenciaram a briga entre os dois.
 
Josiane chegou a assumir a autoria do crime. A mulher alegou que anteriormente a vítima tinha tentado contra sua vida, também usando fogo, após uma discussão. Ela foi julgada nesta terça-feira (20) e o Júri, apesar de reconhecer a materialidade e autoria delitiva, por maioria de votos, responderam “sim” à tese de legítima defesa.
 
“Atendendo à vontade soberana do Conselho de Sentença, julgo improcedente a pretensão punitiva e absolvo a acusada do crime a ela imputado”, determinou o juiz presidente do Tribunal do Júri, Vagner Dupim Dias, da 3ª Vara de Juína.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet