Olhar Jurídico

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias / Criminal

R$ 41 mil

Recurso de colaboração premiada é aplicado em reforma de cadeia pública

Da Redação - Arthur Santos da Silva

22 Jul 2021 - 11:30

Foto: Reprodução

Recurso de colaboração premiada é aplicado em reforma de cadeia pública
A Cadeia Pública de Barra do Garças (515 km de Cuiabá) passou a contar com mais três salas, que serão destinadas à realização de audiências e a instalação do sistema de monitoramento interno da unidade. O investimento de pouco mais de R$ 41 mil foi custeado pelo Ministério Público Federal (MPF), que destinou parte dos recursos obtidos por meio de colaboração premiada da Operação Porteira Aberta.

Leia também 
Aras determina instalação de Gaeco no Ministério Público Federal de Mato Grosso


Tanto a solicitação do recurso, quanto parte do custeio da obra – cerca de R$ 1.300 – foi uma iniciativa do Conselho de Comunidade de Barra do Garças. A mão de obra foi realizada por recuperandos da própria unidade.

De acordo com o diretor da unidade, Maicon Costa, a instalação de 27 câmeras do circuito de monitoramento interno, vão gerar ainda mais segurança para unidade. “O monitoramento garante o arquivamento de imagens e é feito visualmente 24 horas pelas equipes. Todas essas melhorias convergem para entregar a sociedade serviços de qualidade e contribuir para um melhor atendimento”, disse.

Para o procurador da República em Barra do Garças, Guilherme Tavares, essa iniciativa contribui principalmente em três pontos: o primeiro é a aplicação do recurso oriundo do crime retornando valores a comunidade; o segundo é a ressocialização dos presos, responsáveis pela mão de obra; e o terceiro, aprimoramento do sistema de justiça criminal que passa a contar com modernas salas de audiência por videoconferência, utilizadas principalmente na pandemia de Covid-19.

Operação Porteira Aberta

De acordo com o MPF, cerca de R$ 1,4 milhão dos recursos recuperados em acordos de colaborações premiadas, firmados no processo da Operação Porteira Aberta, já foram destinados em diversos projetos.

Além da ampliação da unidade penal, no âmbito da Segurança Pública, o MPF também já destinou mais de R$ 360 mil para a aquisição e instalação de 12 câmeras OCR e 14 kits de câmeras Speed Dome. O sistema é interligado com a Polícia Rodoviária Federal, propiciando, assim, o monitoramento do trânsito de veículos nas BRs 070 e 158.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet