Olhar Jurídico

Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Notícias / Civil

novembro

Justiça marca nova audiência contra Pop, acusado de bancar programa de TV com dinheiro público

Da Redação - Arthur Santos da Silva

05 Ago 2021 - 09:30

Foto: Reprodução

Justiça marca nova audiência contra Pop, acusado de bancar programa de TV com dinheiro público
O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, marcou para o dia 17 de novembro audiência para ouvir testemunhas em processo contra o ex-vereador Françoilson Everton de Almeida da Cunha, popularmente conhecido como Everton Pop, que atualmente desempenha a função de apresentador de TV. Valor da causa inicialmente foi estabelecido em R$ 866 mil.

Leia também 
Empresa Cuiabana de Saúde Pública afirma que pagamentos são regulares e serviços não serão afetados

 
Conforme os autos, na ocasião, prestarão declarações pessoa identificadas como Hermes Proença de Oliveira, Wander Cleison Padilha Lino, Armstrong Drexel Bleriot Samuel Garcia, Clébio Rosa Borges, José Renato Santos de Oliveira e Rosanery Dorneles Vasconcelos.
 
Conforme ação do Ministério Público (MPE), Pop nomeou pessoas para exercer a função de assessor parlamentar, entretanto, exigiu que a maioria prestasse serviços particulares em seu programa televisivo, então intitulado Cidade 40º, remunerando-os com recursos oriundos da Casa Legislativa de Cuiabá.
 
Alguns dos ex-funcionários nomeados pelo então vereador  ajuizaram ações trabalhistas para reconhecimento do vínculo funcional entre eles e a TV Cidade Verde, empresa onde era apresentado o programa Cidade 40.
 
Ainda segundo o Ministério Público, uma ex-assessora parlamentar prestou informações dizendo que os integrantes da equipe parlamentar de Pop que auferiam remuneração mais alta realizavam repasses de parte do salário para outros colaboradores do apresentador não nomeados pela Câmara.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet