Olhar Jurídico

Sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Notícias | Civil

danos materiais e morais

Médica será ouvida no mês de novembro em ação que pede indenização por morte de verdureiro

Foto: Reprodução

Médica será ouvida no mês de novembro em ação que pede indenização por morte de verdureiro
O juiz Jones Gattass Dias, da 6ª Vara Cível de Cuiabá, remanejou para o dia 10 de novembro audiência em ação que pede indenização por danos materiais e morais em face de Leticia Bortolini, acusada de matar o verdureiro Francisco Lucio Maia, vítima de atropelamento em abril de 2018.

Leia também 
Nadaf diz ter renda de R$ 6 mil, mas desembargadora nega justiça gratuita em apelação sobre posse de fazenda

 
Conforme os autos, ação pede pagamento de danos materiais referentes às despesas funerárias no valor de R$ 6,6 mil, bem como pensionamento no valor equivalente a um salário mínimo mensal, o que perfaz o montante de R$ 306 mil. Há pedido ainda de indenização de danos morais no valor de R$ 225 mil.
 
Além da ação que pede indenização, o Ministério Público denunciou Bortolini pela morte causada em acidente. Conforme a denúncia, no dia 14 de abril de 2018, por volta das 19h35, na avenida Miguel Sutil, em frente a agência do Banco Itaú do bairro Cidade Verde, em Cuiabá, a médica, “conduzindo veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, em velocidade incompatível com o limite permitido para a via, assim como assumindo o risco de produzir o resultado, matou a vítima Francisco Lucio Maia”. 
 
Ainda segundo o MP, após atropelar o verdureiro, a ré deixou de prestar socorro imediato à vítima, bem como afastou-se do local do acidente para fugir à responsabilidade civil e penal.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet