Olhar Jurídico

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias | Criminal

no regime aberto

Sétima Vara expede guia de execução penal em nome de delator ligado a Silval Barbosa

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Sétima Vara expede guia de execução penal em nome de delator ligado a Silval Barbosa
A Sétima Vara Criminal de Cuiabá expediu guia de execução penal em face de Silvio Cesar Corrêa Araujo, ex-chefe de gabinete do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. Processo já foi recebido pelo juiz Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, da 2ª Vara Criminal.

Leia também 
MPE apresenta apelação para aumentar condenações de Riva, Silval e Nadaf
 

Em processo proveniente da Operação Sodoma, Silvio chegou a ser condenado a sete anos e seis meses de reclusão e um ano e cinco meses de detenção. O ex-chefe de gabinete, porém, é beneficiado por acordo de colaboração premiada firmado junto ao Supremo Tribunal Federa (STF).
 
Pelo acordo, há redução de 2/3 da pena. Ainda conforme o acordo, o cumprimento das penas se sujeitará ao limite de 12 anos de reclusão a serem cumpridos da seguinte forma: prisão em regime fechado diferenciado pelo prazo de um ano, a ser cumprido com monitoramento eletrônico em tempo integral no seu domicílio.
 
Ainda: prisão em regime semi-aberto diferenciado pelo prazo de três anos e seis meses, com monitoramento eletrônico constante e recolhimento em sua residência durante a semana e finais de semana, no período compreendido entre as 22h e as 06h; prisão em regime aberto diferenciado pelo restante da pena (sete anos e 06 meses) até o seu total cumprimento, sem tornozeleira eletrônica.
 
O Olhar Jurídico apurou que atualmente Silvio Cesar está no regime aberto diferenciado, sem tornozeleira eletrônica, ou seja, no último estágio do acordo de colaboração.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet