Olhar Jurídico

Quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Notícias | Criminal

audiência de custódia

Advogado que ameaçou jogar namorada da sacada tem liberdade provisória concedida

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Advogado que ameaçou jogar namorada da sacada tem liberdade provisória concedida
O advogado de 56 anos preso depois de ameaçar jogar a namorada da sacada do prédio, no bairro Quilombo, em Cuiabá, durante jogo do Flamengo contra o Palmeiras, teve liberdade provisória concedida durante audiência de custódia. Ele negou que tivesse relacionamento com a vítima e afirmou que ela ameaça pular da sacada.

Leia também:
Advogado é preso por agredir namorada e ameaçar jogá-la da sacada após jogo do Flamengo e Palmeiras

Na audiência foi determinado que o jurista não pode se aproximar da vítima e seus familiares, com limite mínimo de 1000 metros. Em caso de descumprimento, ele poderá ter sua prisão preventiva decretada.

Em depoimento à Polícia Civil, o advogado disse que estava em casa com a vítima e que ambos ingeriam bebida alcoólica, enquanto assistiam jogo de futebol. Em dado momento, ele teria ingerido medicamento para dormir e ido se deitar. O homem afirma ainda que ao acordar, se deparou com a Polícia Militar.

Ele negou todas as acusações da mulher e justificou dizendo que ela é emocionalmente instável e que toma remédio psiquiátrico.  Pontuou também que a mulher ameaçava se jogar da sacada do prédio há alguns dias e que por este motivo, teria tentando terminar o relacionamento com ela, mas não conseguiu.  

Por ter ido se deitar, ela teria ficado com raiva e dito que que “isso não ficaria assim”.

O advogado foi preso em flagrante por ameaça, injuria e importunação sexual.
 
Versão da vítima

A vítima, que trabalha como assistente administrativo contou na Delegacia da Mulher, já teria sido agredida pelo homem em uma ocasião anterior e ainda apresentava hematomas do episódio.
 
O casal teria terminado o relacionamento de dois meses e a mulher teria voltado para sua cidade de origem. Uma medida protetiva teria sido instaurada, mas posteriormente retirada pela própria vítima que acabou reatando com o agressor.

Antes disso, conforme conta a mulher, o advogado teria passado ligar todos os dias para ela, dizendo que estava carente por causa da morte da mãe. Com isso, a vítima voltou para morar com ele na Capital.

No último sábado, porém, com o jogo da Copa Libertadores da América, o advogado estaria muito nervoso, teria consumido bebida alcoólica, misturado com remédios e passado a ameaçar a esposa.

A vítima estaria em ligação com um parente, quando o advogado teria passado a demonstrar ciúmes, dizer que a mulher era gorda e a namorada mais feia que ele já teve.

Com medo do advogado, a mulher desceu na portaria e pediu que o porteiro ficasse de olho no apartamento, pois o companheiro estaria muito alterado.

Ao retornar para o imóvel, o advogado tirou a calcinha da vítima para verificar se ela teria transado com o porteiro. Introduziu também o dedo na região íntima da mulher para verificar se “ela estaria com outro homem”.

O advogado passou a xingar a namorada e ela resolveu ligar para a Polícia Militar. O homem então disse que não daria tempo de uma equipe chegar já que ele jogaria ela da sacada do prédio.

Ainda conforme a assistente administrativo relatou em depoimento, o namorado sempre a humilhou para conseguir o que queria e que ultimamente estaria dizendo que ela estaria com outro homem.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet