Olhar Jurídico

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Civil

acusações

Emanuel processa Fábio Garcia e pede indenização de R$ 40 mil por danos morais

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Emanuel processa Fábio Garcia e pede indenização de R$ 40 mil por danos morais
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), abriu processo em face do ex-deputado federal Fábio Garcia, cobrando indenização de R$ 40 mil, por danos morais.  Audiência de conciliação foi designada para o dia 14 de junho.

Leia também 
Instituições discutem mutirão da conciliação em ações de improbidade administrativa

 
Segundo os advogados de Emanuel, no dia nove de março, Garcia concedeu entrevista a sites de notícias. Quando questionado sobre possível candidatura de Emanuel ao Governo do Estado, o ex-deputado, que é aliado de Mauro Mendes (União), proferiu difamação.
 
Conforme processo, Fábio Garcia disse: "um projeto de oposição liderado e articulado por um prefeito corrupto, um bandido, que coloca dinheiro público no bolso do paletó nasce desmoralizado e natimorto”.
 
Ainda conforme processo, o ex-deputado prosseguiu: “se a oposição tiver os mesmos princípios e modus operandi de seu líder maior, não será um projeto político, mas uma organização criminosa, de uma quadrilha organizada para assaltar os cofres públicos. Esse prefeito transformou a saúde pública em um cabide eleitoral para eleger o filho deputado federal”.
 
Advogados salientam na peça que Emanuel, “mesmo que seja uma figura pública, não pode sofrer esses tipos de ataques criminosos por parte do requerido”. Argumentação prossegue: “tal ato de calunia e difamação não deve ficar impune, devemos proteger nossas leis vigentes e não podemos deixar que ninguém fique acima da aplicação da lei”.
 
Processo pede que Fábio Garcia seja condenado a pagar indenização no valor de R$ 40 mil.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet