Olhar Jurídico

Sábado, 20 de julho de 2024

Notícias | Criminal

PRISÃO PREVENTIVA

Dupla do CV que incendiou ônibus da Amaggi e Apae em Sapezal é mantida presa

Foto: Reprodução

Dupla do CV que incendiou ônibus da Amaggi e Apae em Sapezal é mantida presa
O juiz Jean Garcia de Freitas Bezerra, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, manteve a prisão de João Paulo Xavier dos Santos e Jheyson Felipe de Souza Silva, membros do Comando Vermelho que atearem dois ônibus em Sapezal, na região sudoeste de Mato Grosso, em 2023.


Leia mais: 
Mulher e amante que orquestraram assassinato de servidor para ficar com patrimônio são condenados a 45 anos

No dia 2 de outubro, por volta das 04h25min, na Rua das Rosas (em frente à APAE), os denunciados atearam fogo em dois veículos de transporte coletivo, expondo a perigo o patrimônio da cidade. Um dos veículos era de propriedade da APAE e o outro do Grupo Amaggi.

Conforme o Ministério Público, João Paulo recebeu a missão dos seus superiores da facção e convidou Jheyson para ajuda-lo na empreitada criminosa. Eles chamaram um taxi, pararam em um posto e encheram um galão de combustível, usado para incendiar os ônibus.

Eles pararem até próximo do local onde os veículos estavam estacionados e iniciaram o ato de vandalismo. Segundo as investigações, João Paulo ateou fogo enquanto Jheyson gravou a ação.

“Ao atear fogo nos ônibus, a mando da facção criminosa “comando vermelho”, os denunciados além de causar incêndio e integrar organização criminosa, causaram danos ao Município de Sapezal e atentaram contra a segurança de serviço de utilidade pública Municipal”, apontou o órgão ministerial.

A defensoria pública pediu a revogação da prisão de ambos, alegando que medidas alternativas ao cárcere seriam suficientes para manter a ordem pública. O Ministério Público sustentou que eles continuem detidos.

Examinando o pedido, o juiz Jean Garcia de Freitas Bezerra decidiu mantê-los presos diante da gravidade do crime praticado e porque eles teriam cometido sob ordens e interesses do Comando Vermelho. Os réus ficarão segregados até o dia que serão inquiridos em audiência de custódia, marcada pelo magistrado para o dia 28 de maio, às 15h40.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet