Olhar Jurídico

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Política de Classe

Presidente da OAB/Lucas propõe novos projetos em solenidade de posse

Novos projetos, cursos, a defesa da ética e das prerrogativas em busca da valorização da advocacia, entre outras ações, pautarão a nova gestão da OAB de Lucas do Rio Verde cuja solenidade de posse ocorreu nesta quarta-feira (23 de janeiro). O advogado Abel Sguarezi e sua diretoria tomaram posse na sede da Subseção diante de um auditório repleto de advogados e autoridades. Os presidentes da OAB/MT, Maurício Aude, da Caixa de Assistência dos Advogados, Leonardo Pio da Silva Campos, e o advogado Bruno Castro prestigiaram o evento.

“O pulso firme da Ordem dos Advogados do Brasil estará presente em qualquer violação das prerrogativas profissionais. Em hipótese alguma, defenderemos o corporativismo cego, mas, a defesa solidária do advogado, enquanto alvo de ilegalidade e abuso de poder, jamais será tolerada por esta diretoria”, ressaltou Sguarezzi, que foi reeleito. Assumiram como vice-presidente, Eduardo Fonseca Villela; a secretária-geral, Aline Cocco Cargnin; secretária-geral adjunta, Graziella Filipetto Bouchardet; tesoureira, Valdineia Miquelin e como delegado da CAA/MT em Lucas, Hugo Leonardo Garcia de Aquino.

Entre os projetos já anunciados estão curso de pós-graduação em processo civil presencial em parceria com a Escola Superior da Advocacia cujas inscrições devem começar logo após o carnaval beneficiando advogados da região. Outro projeto será a criação da OAB Solidária, “que terá por foco a participação da advocacia nas ações solidárias. Queremos enquanto OAB participar de todas as campanhas solidárias que ocorrerem em nossa sociedade, além das campanhas próprias da entidade. Vamos lançar também a feijoada do Ivo, uma homenagem ao padroeiro dos advogados, onde já definimos a data que será no dia 18 de maio em local ainda a ser definido”.

Maurício Aude elogiou as conquistas obtidas pela OAB/Lucas do Rio Verde e os investimentos feitos para melhorar as condições de trabalho dos advogados. “Queremos trabalhar de forma unida com todos os presidentes eleitos para defender as prerrogativas dos advogados, bem como honorários. Vamos ampliar os serviços da Caixa e da Escola Superior da Advocacia trazendo esses benefícios para todo o Estado, não havendo diferenças entre o advogado da capital e do interior. Nosso maior desafio é atuar constantemente na melhoria dos serviços judiciários para a população”, pontuou.

Balanço

O presidente da OAB/Lucas apresentou um breve balanço dos trabalhos desenvolvidos durante os três anos da Gestão 2010-2012, entre eles, a luta pela instalação da Vara do Trabalho na cidade que contou com a atuação insistente dos advogados. “Foram idas e vindas a Brasília, Cuiabá, lançamento da pedra fundamental, solenidades com presença de ministros, deputado, estudo técnico da subseção e memoriais; enfim, somados os esforços da OAB, Executivo e Legislativo, a vara do trabalho virou realidade”.

Melhor estrutura – A área de lazer para os advogados na sede da Subseção foi construída e a mobília do auditório e da sede também foi renovada por meio da contribuição dos advogados e parceria com a Seccional. Também houve a ampliação e modernização das salas nos fóruns de Lucas e Tapurah, com o apoio do juiz diretor do Foro, Andre Gayva; foram aparelhadas as salas com computadores e scanners novos, que somente foi viabilizada pelo programa de inclusão digital da OAB/MT e CAA/MT.

Prerrogativas – Foi realizado durante o III Colégio de Presidentes de Subseções o desagravo em favor do advogado Marcos Mendes. “Esse desagravo foi um marco na advocacia mato-grossense! Apesar de toda a retaliação sofrida pela subseção por autoridades que me reservo de não nominá-las, esse desagravo foi realizado no Colégio de Presidentes ocorrido neste auditório e assinado por todos os presidentes e subseções da OABMT”, destacou Abel Sguarezzi.

A OAB/Lucas do Rio Verde também realizou a Conferência sobre o novo CPC com a presença do deputado sub-relator da reforma do Código Jerônimo Goergen; além do lançamento do site da subseção; campanha contra a compra de voto “E depois?”; luta para conseguir servidores e magistrados para a comarca; denúncias envolvendo deficiências na cadeia que levou a interdição do local e resultou na edificação da nova cadeia; além de promover cursos, estar presente nos conselhos municipais, entre outros.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet